Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Atlético-MG não define situação de medalhões para ano que vem

Leonardo Silva, Elias, Geuvânio, Ricardo Oliveira têm futuro indefinido no Galo

Vinícius Dominichelli
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Crédito: Divulgação

O ano do Atlético-MG não tem sido dos melhores e o desempenho ruim em praticamente todos os campeonatos deve interferir na montagem do elenco para o ano que vem. Vagner Mancini chegou há poucas semanas com contrato de apenas três meses e dependendo dos próximos resultados pode ser substituído em janeiro.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

As campanhas do Galo foram fraquíssimas e muito aquém das expectativas da apaixonada torcida: derrota na final do Mineiro para o Cruzeiro, eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil novamente pelo maior rival, fim do sonho do título da Copa Sul-Americana ao esbarrar no modesto Colón na semi e um decepcionante 12º lugar no Campeonato Brasileiro.

Com apenas 35 pontos conquistados em 27 jogos, o Atlético está a sete da zona de rebaixamento e a sete pontos do Internacional, o sexto colocado e que hoje estaria classificado para a pré-Libertadores.

O planejamento para o próximo ano já começou e a diretoria está de olho em novos reforços e também se vale a pena ou não renovar contrato com os medalhões do elenco.

A assessoria de imprensa do Galo foi procurada pelo Torcedores.com e disse que a diretoria não vai se pronunciar sobre os planos para o ano que vem no momento.

Confira a situação de cada atleta:

Leonardo Silva

Término do contrato: 31/12/2019 – Um dos maiores zagueiros da história do Atlético MG cumpre seus dois últimos meses de contrato com o Galo. O atleta deve encerrar a carreira aos 39 anos e pode assumir as categorias de base já no próximo ano.

Leonardo Silva é o zagueiro em atividade com mais gols na história do Campeonato Brasileiro, com 33, e do Atlético, com 36. Conquistou quatro títulos do Campeonato Mineiro, 1 Copa Libertadores, 1 Recopa e 1 Copa do Brasil.

Elias

Término do contrato: 31/12/2019 – Contratado como grande reforço para a temporada de 2017, Elias tem contrato até 31 de janeiro de 2020 e sua permanência é uma incógnita. Identificado com Corinthians e Flamengo por suas passagens vitoriosas, não caiu nas graças da torcida e alterna períodos no time titular e no banco de reservas.

Rui Costa, diretor de futebol do clube, falou em entrevista coletiva sobre a situação do jogador.

“Acho que temos que pensar no Elias no momento atual dele no clube. Sempre tratei essa questão com seus representantes e nunca foi um atleta que usou isso para se dedicar mais ou menos. Prefiro falar do Elias sobre o atual momento de contrato do que fazer previsões. Ele é uma liderança, uma peça importante. Prefiro falar do Elias sobre o seu papel atual. O que eu tinha que fazer e falar sobre o assunto, já foi feito e falado. Temos que nos concentrar nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Nosso planejamento continua, para que possamos terminar o ano da forma mais digna possível.”

Geuvânio

Término do contrato: 31/12/2019 – Outra grande decepção do Galo em 2019 foi o atacante Geuvânio, que brilhou como Menino da Vila no Santos.

O contrato do atleta vai até 31 de dezembro de 2019 e tem a possibilidade de renovação automática em caso de desejo do Atlético. Geuvânio chegou em março e nunca se firmou na equipe titular, virando apenas segunda ou terceira opção no ataque.

Tem grandes chances de não permanecer para o ano que vem.

Wilson

Término do contrato: 31/12/2019 – O goleiro veio por empréstimo do Coritiba por conta das seguidas lesões de Victor e das convocações de Cleiton para a Seleção Olímpica. As atuações do arqueiro, no entanto, não foram boas até o momento com a camisa do Galo: três partidas e nove gols sofridos.

Deve seguir o caminho de volta para a capital paranaense.

 

Contratos mais longos

Enquanto Leonardo Silva, Elias, Geuvânio e Wilson estão com um pé fora do Atlético-MG, outros três jogadores em má fase não se apegam apenas ao contrato até dezembro de 2020 para permanecer. Os laterais Fábio Santos e Patric e o atacante Ricardo Oliveira vivem ano irregular e podem sair em caso de proposta.

Fábio Santos

Término do contrato: 31 de dezembro de 2020 – A temporada do lateral-esquerdo Fábio Santos foi irregular e tem sido alvo de críticas por parte da torcida. Caso tenha alguma proposta para sair, a diretoria não deve colocar grandes empecilhos.

Patric

Término do contrato: 31 de dezembro de 2020 – O lateral-direito Patric tem o mesmo caso de Fábio Santos: seu contrato vence só no ano que vem e as atuações estão longe de agradar comissão técnica e torcida. Recentemente perdeu a titularidade para o jovem Guga, ex-Avaí, e pode puxar a barca de saídas.

Ricardo Oliveira

Término do contrato: 31 de dezembro de 2020 – O centroavante de 39 anos já não é titular do time há algum tempo e tem esquentado o banco de reservas em boa parte da temporada. São apenas 14 gols em 2019 e, por conta do alto salário, pode sair antes.

LEIA MAIS

Diretor do Atlético-MG despista sobre renovação de Elias
Atlético-MG: Cleiton comenta possível interesse de clube paulista