Mercedes: números do balanço econômico da equipe na última temporada são revelados

O jornal austríaco Österreich teve acesso a documentos que revelam os valores de investimento e lucro da atual campeã mundial de construtores.

Carlos Henrique Correia
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução /Facebook Oficial Mercedes-AMG Petronas Motorsport

A Mercedes, atual pentacampeã mundial de construtores da Fórmula 1 e que pode conquistar mais um título já na próxima corrida, domingo (13), em Suzuka, Japão, revelou ao jornal austríaco Österreich números do balanço econômico de 2018. De acordo com os documentos, a equipe gastou pouco mais de R$ 1,5 bilhão na temporada passada e teve lucro de cerca de R$ 135 milhões.

Números de salários de dirigentes e pilotos também foram divulgados. Toto Wolff, diretor esportivo e Niki Lauda, presidente não-executivo que morreu em maio deste ano, receberam salários de cerca de € 8 milhões. O valor é o mesmo que Valtteri Bottas recebeu.

O atual campeão mundial, Lewis Hamilton, de acordo com o livro Business Book GP, é quem mais recebe entre todos os pilotos do grid, R$ 189 milhões. Em busca de mais um campeonato mundial, o inglês pode se aproximar de vez do maior campeão da história, Michael Schumacher, caso confirme seu sexto título em 2019.

“A F1 representa para nós uma importante contribuição para o status da marca como a oitava mais valiosa do mundo”, diz um trecho do balanço econômico.

Para levar o caneco mais uma vez, ainda neste fim de semana, a Mercedes precisa terminar a prova com 15 pontos somados a mais do que a Ferrari. No último GP, em Singapura, os italianos fizeram a primeira dobradinha da história da prova e, por consequência, foram melhores que as flechas de prata, que nem conseguiram chegar ao pódio.

LEIA MAIS

Com problemas, Fernando Alonso não completa o terceiro estágio do Rali de Marrocos