Müller traça planos para deixar o Bayern de Munique em janeiro, diz jornal

Atleta de 30 anos estaria insatisfeito com a reserva no clube alemão

Felipe Gomes da Costa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Facebook Thomas Müller

No último sábado (05), o Bayern de Munique perdeu em casa para o Hoffenheim por 2 a 1, em jogo válido pela sétima rodada da Bundesliga. A derrota, além de representar a quebra da invencibilidade do clube bávaro na competição, gerou incômodo em um dos maiores ídolos de sua história. Reserva nas últimas cinco partidas, o atacante Thomas Müller, que está no Bayern há 19 anos, traça planos para encerrar sua passagem por Munique. A informação foi trazida pelo jornal alemão Bild, que apontou o interesse do atacante em ser negociado na janela de janeiro.

Insatisfação de Müller

Reserva na atual temporada, a insatisfação de Müller no Bayern de Munique atingiu tons elevados na derrota para o Hoffenheim. Após a partida, o jogador declarou que não tinha “nada a dizer”, aumentando as especulações sobre o assunto.

O empresário do atacante, Ludwig Kögl, foi procurado para comentar o tema. Em entrevista ao jornal alemão Abendzeitung, o agente não confirmou, nem negou o suposto incômodo.

“Eu não vou comentar o assunto. É como é. Thomas tem um ano e meio de contrato. Não há mais o que falar no momento”, disse.

Trajetória de Müller

A história de Müller no Bayern de Munique teve início em 2000, quando o atleta tinha apenas 10 anos. Na equipe profissional, o jogador estreou na temporada 2008/2009.

De lá para cá, o atacante acumula 495 jogos com a camisa do time bávaro e 186 gols marcados, além de 171 assistências distribuídas.

Dentre as várias conquistas pelo Bayern, Müller conta com oito títulos da Bundesliga, cinco da Copa da Alemanha, um da Champions League, entre outros. Com as impressionantes marcas, o jogador se transformou em um dos maiores ídolos da história do clube.

Seleção alemã

Pelo selecionado de seu país, Müller também acumula números expressivos. No total, o atacante defendeu a Alemanha em 100 oportunidades e conta com o título da Copa do Mundo de 2014.

Nos últimos meses, porém, o jogador do Bayern perdeu espaço na seleção. Em março, o técnico Joachim Löw declarou que não contava mais com seus serviços. Além dele, os zagueiros Jérôme Boateng e Mats Hummels se encontram na mesma situação.

Leia mais: Neymar admite ter privilégios e diz que carrega a seleção nas costas

FIFA 20 é o jogo mais baixado na PS Store em setembro