Narrador explica desmaio de PVC na Fox, brinca, mas lembra preocupação: “achei que fosse um AVC”

Villani esteve com o comentarista no momento da queda ao vivo na emissora

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução FOX Sports Brasil

O narrador Gustavo Villani, atualmente do Grupo Globo, relembrou em entrevista ao programa Alê Oliveira Responde, do canal De Sola, o dia em que o comentarista Paulo Vinícius Coelho, o PVC, desmaiou ao vivo ao seu lado no Fox Sports.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Com bom humor no início, o jornalista explicou o que realmente aconteceu com o ex-companheiro.

“Foi tão louco, ele não gosta nem de lembrar muito, mas ele jura que não caiu”, brincou Villani.

“Eu fiquei branco de medo, cara. Antes do programa ele vinha fazendo uma série para a Libertadores, entrevistando técnicos, viajando para cacete. Não dorme muito e gosta de cerveja. Ele pegou uma bactéria, uma infecção intestinal. Voltando eu peguei um pão de queijo e um café (antes do programa), ele disse que não queria e que estava com uma diarreia. Disse para ele ir para a casa, eram duas semanas de Fox, uma baita expectativa. A gente estava em um estúdio que não tinha ar condicionado na Fox. No começo não dava para ter dois programas ao vivo seguidos, o segundo, quem fazia, era um calor do inferno. Ele desidratado, sem comer, programa de três horas em pé, e o PVC lá.”

PVC havia deixado a ESPN rumo à Fox e comentava ao Rodada Fox ao lado de Villani, que sairia para o Grupo Globo pouco tempo depois.

“Aí ele disse: ‘sabe o que me matou? Você fez mais uma pergunta, eu já estava desequilibrado’. Eu falei, ‘como é que eu ia saber que você ia cair ao vivo?’ Hora que eu virei para a câmera, disse para ir para o intervalo. Mas o diretor de TV ficou assustado, assistindo em vez de cortar para o intervalo. Ficou lá e o PVC ‘sambando’, aí ele caiu. Na hora eu disse, falando sério agora, ‘não é possível’. Era uma bobagem, estava desidratado, mas eu achei que fosse um AVC, algo mais importante. Parecia que tinham jogado um balde nele do tanto que ele suou.”

Leia mais:
Mauro Cezar diz que Mano “não é capaz” de entregar o prometido no Palmeiras e lembra: “retranqueiro com passado corintiano”