Náutico segura pressão do Sampaio Corrêa e é campeão da Série C

Fazendo valer da valer da vantagem obtida no primeiro jogo, Náutico ficou com o título da competição

Bruno Romão
22 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Divulgação/Twitter Náutico

O empate por 2 a 2 no Castelão fez o Timbu alcançar sua primeira conquista nacional. Apesar do Sampaio Corrêa ter pressionado desde o começo do jogo, a equipe pernambucana teve sabedoria para administrar o jogo, e soube suportar a pressão do adversário. Sendo assim, o grito de campeão finalmente pôde ser gritado.

Os donos da casa começaram com tudo. Everton fez bela jogada individual e abriu o placar com um chute colocado, que quicou no gramado e acabou enganando o goleiro Jefferson. Dessa forma, o estádio ferveu e empurrou ainda mais o time maranhense. No entanto, o Náutico suportou a pressão e foi para o intervalo ainda como campeão.

Quer ver a Série C de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!!

Na segunda etapa, as emoções foram ainda maiores. Álvaro aliviou os torcedores do Timbu ao subir mais alto que a zaga do Sampaio e empatar a partida. A partir daí, o duelo foi mais raça do que tática. Jeferson se destacou salvando os visitantes em algumas oportunidades e também contando com a sorte, já que a trave também foi ”amiga” do arqueiro.

Aos 37 do segundo tempo, Salatiel aproveitou boa jogada de Esquerdinha e colocou a Bolívia Querida na frente do placar novamente. Porém, a comemoração durou pouco, tendo em vista que Matheus Carvalho deixou tudo igual logo depois. Depois disso, o jogo ficou paralisado por algum tempo com a expulsão de Diego, por falta dura em Alex Henrique.

Apesar de ficar com um homem a menos, o Náutico segurou a pressão final e comemorou o título da Série C com o apito final do árbitro. O desafio na próxima temporada é voltar para a elite do futebol nacional.

LEIA MAIS