Neto define administração do Palmeiras como “zona” e critica contratações feitas por Mattos

Segundo Neto, o dirigente não deveria ter trazido os nomes que não decolaram no clube paulista

Bruno Romão
22 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Durante o programa ”Os Donos da Bola” desta sexta-feira (11), o apresentador da atração falou sobre Alexandre Mattos. Para ele, o executivo de futebol do Palmeiras tomou decisões erradas nas contratações, já que nomes como Carlos Eduardo não convenceram até o momento e amargam a reserva.

Além disso, Neto pontuou a relação entre Mattos e a Crefisa. Durante o programa, foi exibido um trecho da entrevista de Leila Pereira ao ”Esporte Interativo”, em que a presidente da Crefisa defendia a permanência do dirigente no Palmeiras, e que em caso de uma saída repensaria seus investimentos no clube.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

”É uma zona total no Palmeiras na administração. Jogadores derrubaram o Felipão. Tomam um vareio de bola do Flamengo e não tomam uma atitude. Teve briga no vestiário (Dudu e Felipe Melo). Quando a assessoria desmente, é verdade. A única coisa que eu acho é que o Mattos é responsável por tudo que acontece no Palmeiras.  Ele ganha títulos, mas não faz gol. O que ele fez com Eduardo Baptista, Cuca, Felipão… Eu não sei até que ponto ele é importante para o Palmeiras ou pra Crefisa. Ele não trabalha pra Crefisa, trabalha pro Palmeiras”, declarou.

O alto número de jogadores trazidos também foi alvo de críticas. Sendo assim, Neto defendeu que Mattos tem culpa direto no fracasso dos atletas contratados, citando Ramires como um dos exemplos.

”Ramires, quatro anos de contrato, jogador com 32 anos que na China foi mandado embora… Ele (Mattos) vai, perde e bota 15 caras, acerta em dois e 13 fica fora. É fácil fazer isso. Ele tá errado, não pode fazer isso… Ele que contrata o Carlos Eduardo, o Felipe Pires… Se ele contratou, tá errado, a função é dele”, avaliou.

LEIA MAIS