Neymar admite ter privilégios e diz que carrega a seleção nas costas

Atacante do Brasil diz que privilégios foram conquistados com anos de dedicação e que isso é algo normal no futebol

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Convocado para os próximos dois amistosos da seleção brasileira, o atacante Neymar falou em entrevista coletiva nesta quarta-feira (9), em Singapura, e admitiu que tem alguns privilégios em relação a outros jogadores no time de Tite.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

De acordo com o camisa 10 do Brasil, a situação é algo normal no futebol e ocorre devido ao longo tempo de dedicação ao selecionado nacional, sem especificar quais seriam os privilégios.

Estou na seleção há dez anos. Sempre fui um dos principais nomes e um dos que carregava tudo nas costas. Nunca fugi disso. Sempre desempenhei meu papel muito bem na seleção“, disse Neymar, que citou o craque Messi, seu amigo pessoal, para exemplificar a situação de tratamento diferenciado.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Quando um atleta atinge um nível desse, é normal ter um tratamento diferente. No Barcelona, o Messi tem um tratamento diferente. É por que ele é mais bonito? Não. É por tudo que ele faz. Não digo só de mim, mas de todo mundo que mostra um futebol nesse nível. É normal no futebol, faz parte“, afirmou.

A declaração foi contrária ao que disse o técnico Tite, que negou qualquer privilégio a Neymar ou qualquer outro jogador.

Não pago preço para ficar bajulando jogador nenhum. Isso é a minha educação, não como técnico. Como ser humano. Falei à época da Copa América que a verdade vem à tona, com o tempo. O tempo pode proporcionar (avaliações). Recebi 30 perguntas sobre o que aconteceu com ele, disse para terem calma antes de julgar. Tive que responder com pré-julgamento a respeito dele. Foi horrível de tratar. Deixo o tempo, não julgo ninguém. Mas me incomoda sim (essas críticas), principalmente fazerem julgamento sem informações, sem saber a conduta, declarou Tite.

100 jogos com a camisa do Brasil

Antes dos amistosos contra Senegal e Nigéria nos dias 10 e 13, respectivamente, Neymar recebeu uma camisa especial com o número 100, relacionado ao número de jogos que vai completar pela seleção brasileira.

O saldo fica muito positivo, mas na vida de um atleta nem sempre são só vitórias. São muitas decepções, derrotas, comete-se muitos erros. Mas se você for um cara que batalha no final de tudo você consegue redimir seus erros. Estou muito feliz por atingir essa marca. Nem nos melhores sonhos imaginei que isso pudesse acontecer“, analisou o craque brasileiro.

LEIA MAIS: