NFL: Cantora Rihanna recusou show no Super Bowl em apoio a Colin Kaepernick

A cantora pop Rihanna confirmou os rumores sobre uma possível recusa para fazer o show do intervalo do Super Bowl LIV

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter oficial da cantora Rihanna

Apontada por muitos como a favorita para ser a atração do show do intervalo do Super Bowl LIV, a cantora pop Rihanna revelou em entrevista para a Revista Vogue, que recusou se apresentar no evento em apoio ao quarterback Colin Kaepernick, como alguns boatos já davam conta:

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“Não podia ameaçar fazer isso. Para que? Quem ganha com isso? Meu povo é que não. Não poderia ser uma ‘vendida’, uma facilitadora. Existem coisas naquela organização que eu não chego nem perto de concordar e eu não cederia meus serviços para a NFL”, declarou Rihanna na entrevista.

Selecionado pelo San Francisco 49ers na segunda rodada do Draft da NFL em 2011, Colin Kaepernick ganhou notoriedade em 2016, quando passou a protestar durante a execução do hino nacional dos Estados Unidos antes dos jogos, contra a brutalidade policial com os negros.

O protesto por parte do quarterback repercutiu e Kaepernick acabou ficando sem time na NFL desde a temporada 2017.

Recentemente, a NFL confirmou que o show do intervalo do Super Bowl LVI será protagonizado pelas cantoras Shakira e Jennifer López. O jogo será realizado no dia 02 de fevereiro de 2020, no Miami Garden, estádio do Miami Dolphins.

LEIA MAIS:
NFL: Quem foi o melhor jogador da semana 5?
NFL: New York Giants tem 4 desfalques para o jogo contra o New England Patriots