Ou joga, ou sai: inconformado, Renato “ameaçou” jogadores no intervalo contra o Flamengo

Técnico gremista pensou em fazer todas as substituições de uma vez só vez se o time não melhorasse em campo

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Depois de um primeiro tempo em que o Flamengo foi soberano na partida, o técnico Renato Portaluppi sentiu a necessidade de sacudir o vestiário no intervalo. E viu sua estratégia dar certo: na etapa final da ida da semifinal da Libertadores, na Arena, na última quarta-feira, o Grêmio melhorou e, pelo menos, conseguiu o empate em 1×1.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Em coletiva, o técnico admitiu ter “ameaçado” os seus titulares. Ou melhoravam logo de cara no segundo tempo ou ele faria as três substituições de uma só vez.

“Falei com toda equipe que se não tivesse uma melhora eu iria fazer as três substituições. Toda equipe do Grêmio tinha que melhorar, inclusive o Luan. Começamos a melhorar e no nosso melhor momento tomamos o gol”, comentou.

Um dos problemas identificados pelo treinador foi a marcação longe: “Marcamos muito à distância. No segundo tempo emparelhamos o jogo, fizemos o gol assim como o Flamengo fez”.

O jogo da volta pela semifinal está marcado para o dia 23, no Rio de Janeiro. Veja abaixo o que disseram os jogadores do Grêmio depois do empate em 1×1:

LEIA MAIS:

Dirigente do Grêmio se incomoda com Fox Sports e aconselha torcedor a trocar de emissora

Renato admite que Grêmio não viu a bola no 1° tempo, mas lembra: “Gostamos de jogar no Maracanã”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram