Özil: Arsenal admite até perder dinheiro para se livrar do meia na próxima janela

Jogador mais caro do elenco e sem espaço no time de Unai Emery, Mesut Özil é tratado como dispensável e clube buscará interessados por ele em janeiro de 2020

Luiz Mutschele
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: site oficial arsenal

Özil nos últimos tempos tem sido o jogador mais contestado e criticado da equipe do Arsenal. Sua queda de rendimento na última temporada, somada a jogos onde ele pouco aparece cansaram além da torcida, também a direção do clube. Segundo o diário espanhol AS, a direção do clube londrino já admite perder dinheiro na negociação, desde que encontre um clube que assuma integralmente o salário do jogador.

Recebendo 400 mil euros por semana, ele é o salário mais alto do elenco e isso também atrapalha o aparecimento de interessados, pois não querem assumir integralmente valores tão altos. Outro empecilho é o próprio desinteresse do jogador de sair, pois sempre que é questionado sobre a possibilidade diz tem contrato até junho de 2021 e deseja permanecer na equipe.

Na temporada de 19-20, ele foi utilizado em apenas duas partidas: contra o Watford pela Premier League e contra o Nottingham Forest, pela Carabao Cup (Copa da Liga Inglesa). Não esteve nem no banco na estreia do time contra o Frankfurt pela Europa League e não deverá atuar novamente nesta quinta (03) contra o Standard Liége, pela segunda rodada da competição continental.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Pela equipe do Arsenal, Özil tem 233 partidas, com 43 gols e 74 assistências.

Leia mais:

Zlatan no Boca: Dirigente do clube diz que ele quer jogar no time argentino

Dani Ceballos: “Sequer notei qualquer diferença de tamanho entre Arsenal e Real Madrid”

Seleção da Argentina terá diversas novidades promovidas por Scaloni