Postura conservadora do Atlético-MG é defendida por experiente Léo Silva

Léo Silva demonstrou ser favorável à postura conservadora do Atlético-MG em jogo contra o Palmeiras

Severino José da Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Bruno Cantini/CAM/Divulgação

O zagueiro veterano Léo Silva declarou ser favorável ao posicionamento mais conservador do Atlético-MG em partida contra o Palmeiras. Admitiu que o time não vive um bom momento e por isso a opção por uma postura conservadora é melhor solução.´

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

No confronto contra o Palmeiras, o Galo adotou uma postura menos ousada. E foi assim, jogando para não perder, que o time de Minas conseguiu arrancar um empate. Durante a partida, coube ao time paulista a maior posse de bola: 67% contra 33%.

Para o jogador,  time não deve ser ousado. O momento é delicado e de pensar em pontuar. A postura conservadora foi o método adotado contra o Palmeiras e também nos próximos compromissos. A intenção é pontuar nos jogos em casa e melhorar na tabela. Lembrou do bom momento no início do certame, porém não teve regularidade e acabou caindo de produção.

Desempenho no Brasileirão pelo Atlético-MG

O Atlético-MG faz campanha bem abaixo de suas tradições e o posicionamento no meio da tabela reflete o momento. Em 23 partidas, o Galo ocupa a 11ª posição e tem nove vitórias. Porém, as derrotas que somam 10, o colocam nesta situação. O Galo empatou apenas quatro vezes, todavia perdeu mais do que ganhou. Marcou 28 gols e sofreu também 28. O saldo é zero.

Leia Mais:

Palmeiras x Atlético-MG: Confira as notas dos jogadores do Galo no confronto
Flamengo x Atlético-MG: informações de ingressos para a torcida do Galo