Presidente da Juventus aponta E-Sports como principal concorrente ao futebol

O presidente da Juventus acredita que o futebol tende a perder público para o Fortnite e outros games do E-Sports

Pietro Cardoso
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Youtube

O mercado de games, principalmente os E-Sports continuam em crescente evolução; o cenário competitivo vem recebendo cada vez mais jogos, mais torneios, mais investimento e distribuindo altas premiações. De acordo com Andrea Agnelli, presidente da Juventus, o esporte eletrônico será o principal “rival” do futebol nos próximos anos (via The Sun).

Conhece os ícones e heróis do esporte eletrônico brasileiro? Pesquisa revela quem são! Clique aqui para saber

O mandatário do clube italiano participou de um evento com outros dirigentes do futebol europeu, em Twickenham, na Inglaterra. Agnelli revelou que grande parte dos espectadores do futebol são da geração X, Y e alguns da Z.

“Você tem que olhar para a Geração Z e pensar que os concorrentes do jogo são os E-Sports e Fortnite. Eles serão concorrentes daqui para frente. O futebol ainda está crescendo em alguns países, mas em outros está caindo em irrelevância.”

Segundo Agnelli, a preocupação não é para o futuro próximo, mas para daqui a 20 e 30 anos. “O futebol europeu ainda será o esporte mais relevante em cinco anos. No entanto, temos que pensar como serão as coisas daqui a 30 anos”.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Recentemente, grandes clubes brasileiros anunciaram entradas nos E-Sports. O Cruzeiro contratou dois pro players (Senna do Boné e Guigonzc) para a equipe de FIFA 20, enquanto que o Corinthians anunciou um time de Free Fire – game mobile mais jogado no Brasil.

LEIA MAIS