Presidente do Palmeiras minimiza déficit de R$ 33 milhões e ressalta “estratégia agressiva” por títulos

Galiotte afirmou que dívidas estão sob controle no Palmeiras apesar de finalizar agosto com valores negativos no caixa

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Reprodução/SporTV

Um dos clubes com melhor condição financeira do país, o Palmeiras fechou o mês de agosto com déficit de R$33 milhões no caixa alviverde. Apesar dos números ruins, o presidente Maurício Galiotte tranquilizou a torcida e afirmou que está tudo sob controle da gestão do clube.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“As finanças do Palmeiras estão sob controle. O clube está financeiramente estável, equilibrado, fazendo uso exclusivo de receitas correntes, sem qualquer antecipação de recebíveis ou recursos de terceiros”, contou o presidente do Palmeiras em contato com o site Globoesporte.com.

De acordo com análise feita pelo jornalista Rodrigo Capelo em seu blog na última segunda-feira (30), o Palmeiras fechou o mês de agosto com dívida de R$33 milhões e estão divididas em:

  • R$ 10 milhões em processos trabalhistas e cíveis
  • R$ 3 milhões em variação cambial em contratações feitas em moeda estrangeira
  • R$ 2 milhões em despesas financeiras para negociações de outros jogadores e com impostos internacionais
  • R$ 3 milhões em patrocínios incentivados abaixo do esperado
  • R$ 9 milhões em direitos internacionais e de placas na beira do campo que foram orçados, mas não chegaram ao caixa
  • R$ 6 milhões em bilheterias abaixo do orçado

O presidente do Palmeiras ainda ressaltou que o alto gasto em contratações foi para intensificar a busca por títulos neste ano. “O aumento do investimento no futebol em 2019 tratou-se de uma estratégia agressiva para buscar títulos, compatível com o momento do clube”, justificou.

LEIA MAIS:

Presidente do Palmeiras revela projeto para o futuro do clube e fala sobre saída de Felipão

Palmeiras enviará documento à CBF cobrando explicações sobre polêmicas no duelo contra o Inter