PSG faz pedido à Federação Francesa para não utilizar Mbappé no próximo jogo

Clube quer que o jogador seja poupado no próximo compromisso da seleção da França, contra a Islândia, em confronto válido pelas eliminatórias da próxima Eurocopa.

Carlos Henrique Correia
Colaborador do Torcedores

Crédito: Repodução / Facebook Oficial PSG - Paris Saint Germain

Kylian Mbappé está recuperado de uma lesão que sofreu. Na última partida do Campeonato Francês, na goleada contra o Angers, o atacante foi desfalque. Mesmo liberado pelo departamento médico, o PSG escreveu para a Federação Francesa de Futebol (FFF) um pedido para que o jovem atacante não seja utilizado no próximo confronto, diante da Islândia, pelas eliminatórias da UEFA Euro 2020.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Em entrevista coletiva concedida no último jogo do time dos Parques dos Príncipes, o treinador, Thomas Tuchel, disse que é apenas para preservá-lo de algo mais grave. “Não é uma recaída, e sim uma reação entre a ferida e o nervo. Entendo que é preciso tempo para tratar o ferimento”.

O camisa 10 da seleção francesa foi convocado por Didier Deschamps para os dois próximos compromissos. O clube está preocupado em ter conseqüências mais graves para as próximas semanas. Resta saber se o técnico da equipe nacional irá atender ao pedido. O confronto será realizado na próxima sexta-feira (11) às 15h45, horário de Brasília.

Três dias depois, segunda-feira (14), a França recebe a Turquia, líder do grupo H, para mais um compromisso em busca da vaga na principal competição de seleções do velho continente. No momento, os franceses estão em segundo lugar, com os mesmo 15 pontos conquistados do primeiro colocado. No mesmo grupo ainda estão: Albânia, Moldávia e Andorra.

Os atuais campeões do mundo vão em busca de uma vaga para brigar pelo terceiro título de Eurocopa. Pois por duas vezes já conquistaram o troféu. A primeira foi em 1984, ganharam dentro de casa. Depois, em 2000, venceram a Itália na final por 2 a 1, com o gol de ouro marcado por Trezeguet.

LEIA MAIS

“O Brasil não está preparado para o sucesso do Jorge Jesus, nem de ninguém”, afirma ex-zagueiro da Seleção