Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

R6: foram definidos todos os classificados para a Pro League Japão

A Pro League Japão teve nesta madrugada de sábado para domingo (20), horário de Brasília, os últimos classificados definidos. O Brasil terá duas equipes no torneio mundial que irá acontecer nos dias 9 e 10 de novembro.

Lucas Bichão
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / Twitter oficial da ESL Rainbow Six Siege / Momento do anúncio do Japão como sede das finais da Pro League Season 10.

Com a definição das 8 equipes, sabe-se que a competição terá um campeão inédito. Dos participantes apenas a FaZe chegou à final, essa disputada no final de 2018 no Rio de Janeiro.

Saiba quem são os classificados por região e como ficou o chaveamento.

 

Classificação da Pro League Europa (EU)

 

Os dois principais times da Europa na atualidade ficaram de fora da fase final da Pro League. A Team Empire não poderá defender seu título conquistado na Season 9 da competição. Ficaram na 4ª posição mesmo tendo liderado parte da classificatória. A line mais vitória da modalidade, a G2 Esports, perdeu pela segunda vez consecutiva a chance de participar das finais.

A Pro League Japão contará com a Giants Gaming (2ª colocada) e também com a Natus Vincere (1ª colocada). Ambas as classificadas conseguiram o feito de forma surpreendente. Uma das partidas mais marcantes dessa corrida aconteceu entre a Na’Vi e G2. Na 12ª rodada quando a equipe virou o jogo no qual estava perdendo por 5 a 2 no mapa Consulado.

 

Classificação Latino Americana (LATAM)

 

A Pro League LATAM é composta atualmente apenas por clubes brasileiros, sendo os dois classificados os representantes tupiniquins nas finais que acontecerão no Japão. Ninjas in Pyjamas (1º) e FaZe Clan (2º) farão a viagem para a terra do sol poente nascente em busca do segundo título do Brasil na competição.

A NIP chega em melhores fase e conta em seu elenco com um dos jogadores que mais se destacaram na região: Murilo “Muzi” Ripoli. Já a Faze terá de se concentrar para essa fase final, eles obtiveram apenas 2 vitórias nas últimas 5 partidas que disputou pelo qualify. E antes não haviam feito uma boa participação da Dream Hack Montreal.

 

Classificação Norte Americana (NA)

DarkZero Esports (1º) e Team Reciprocity (2º) serão as representantes norte americanas no Japão. A primeira colocada do qualify vem obtendo bons resultados em competições internacionais e chega como uma das favoritas. Na última rodada vence por 7 a 4 uma das equipes mais tradicionais da modalidade, a Evil Geniuses.

O destaque negativo da NA ficou por conta da Team SoloMid. Eles foram campeões na última DreamHack porém ficaram na 6ª colocação e somente a 3 pontos da primeira equipe dentro da zona de relegation – essa que seria a disputa pelo rebaixamento.

 

Classificação da Ásia-Pacífico (APAC)

Essa é a primeira vez desde a Season 7 da Pro League e Nora-Rengo e Fnatic não estarão na fase final da competição. No início da fase final de classificação já se sabia que uma das duas não conseguiria disputar o título, porém nenhuma das conseguiu deter a Aerowolf em seu chaveamento.

O time da Wildcard Gaming completa o duo de representantes da APAC, tendo este eliminado outra favorita: a Cyclpos Athlete Gaming. As duas equipes chegam na fase final como underdogs e terão de se superar para atingir posições altas e quem sabe cavar uma vaga na grande decisão.

 

Chaveamento da Pro League Japão

Veja como ficou o chaveamento das finais da Pro League:

Aerowolf (Singapura) x Giants Gaming (Europa)

DarkZero (EUA) x FaZe (Brasil)

NIP (Brasil) x Reciprocity (EUA)

Natus Vincere (Europa) x Wildcard (Austrália)

 

 

LEIA MAIS

R6: xSexyCake, da Team Liquid, é indicado ao prêmio de melhor jogada do ano no Esports Awards

CS:GO: atualização adiciona faca do 1.6 e nova Cache aos servidores oficiais