Maurício Capela analisa as declarações do técnico do Grêmio: mais um gol do Renato!

No meio de semana, após perder para o Bahia, em casa, por 1 a 0, Gaúcho criticou os rumos do futebol brasileiro e afirmou que só existem quatro equipes com vontade de ganhar os jogos no Brasileiro

Maurício Capela
Jornalista há 25 anos, Maurício Capela é comentarista esportivo há mais de uma década e hoje está na Super Rádio. Foi escolhido pela Associação do Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp) como um dos três melhores na função em televisão, em 2016, quando atuava pela RedeTV!. Com passagens pelas rádios 105 FM, Tri FM de Santos (SP), Tropical FM, entre outras, o profissional tem larga experiência também no jornalismo impresso e digital. Além de ter mantido blog sobre esportes no Estadão, militou em Veja, Valor, Gazeta Mercantil e outros.

Crédito: Getty Images

Renato Gaúcho, o atual técnico do Grêmio, sempre teve uma língua para lá de afiada. Desde os tempos em que atormentava qualquer defesa adversária em arrancadas rápidas pelo lado direito do ataque, e agora como treinador vitorioso, Gaúcho nunca jogou para escanteio uma polêmica. Pelo contrário.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Dias atrás, o técnico do Grêmio resolveu dar uma cutucada no futebol brasileiro. E afirmou em entrevista coletiva, logo após a derrota para o Bahia, em casa, por 1 a 0, que “o futebol brasileiro está acabando”. Mas não parou por aí e emendou: “vou destacar quatro equipes que gostam de ganhar: Grêmio, Santos, Athletico Paranaense e Flamengo”.

Será?

Neste mesmo espaço, Flamengo, Grêmio e Santos já foram alvo de análise. E, de fato, com a ajuda do FootStats, fica evidente que essas três agremiações estão no topo dos fundamentos desse Campeonato Brasileiro. Mas o mesmo se aplica ao Athletico Paranaense? A resposta é simples. Sim!

Brasileiro 2019

Novamente, com a ajuda do FootStats, fica fácil perceber que o Athletico faz parte do pelotão de elite nacional, ainda que o atual campeão da Copa do Brasil e nono colocado na competição nacional deste ano esteja 23 pontos atrás do atual líder do Brasileiro, o Flamengo. Isso porque nos principais fundamentos a colocação do Athletico é bem diferente. O clube figura sempre entre os cinco primeiros.

Por exemplo: para marcar um gol, o time do Paraná gasta por volta de 8 chutes, o que lhe dá a terceira posição nesse quesito. O primeiro é o Flamengo, que precisa de 6,6 chutes, e o segundo é o Grêmio, que consome 7,8 chutes.

Tem mais. Em Cruzamentos para Marcar um Gol, o Athletico é o líder: 39. Em segundo está o Flamengo, com 42, enquanto o Grêmio, terceiro, demanda 44 cruzamentos para balançar as redes adversárias.

Em Passes Necessários para Marcar Um Gol, a situação é bem semelhante. O atual campeão da Copa do Brasil troca mais de 262 passes. Já o líder no quesito, o Flamengo, troca bem menos: 217.

Gaúcho está certo

Trocando em miúdos, não é só do banco de reservas que Renato Gaúcho demonstra enxergar o jogo. Fora dele, a tendência se mantém. Com esse discurso claro, direto e objetivo, que coloca o dedo na ferida, o atual treinador vai se consolidando como o melhor técnico brasileiro. Aliado aos bons resultados dentro de campo, o caminho de Gaúcho no horizonte é a ponte-aérea Porto Alegre – Rio de Janeiro. Mais precisamente, “portão de embarque” Granja Comary, quartel-general da seleção brasileira. É tudo uma questão de tempo.

LEIA MAIS:
Maurício Capela analisa ataque do Flamengo: gols acontecem na grande área