Seleção brasileira: Casemiro não entende o baixo público em Singapura

Volante da seleção brasileira não entende porque o amistoso entre Brasil e Senegal contou com um público tão baixo: “não sei o porque”

Cleverton Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Durante o amistoso entre Brasil e Senegal, ficou explícito nas arquibancadas que a partida não era prestigiada por um grande público. O Estádio Nacional de Singapura, onde o jogo foi realizado, tem capacidade para cerca de 55 mil pessoas. Compareceram pouco mais de 21 mil torcedores.

Brasileirão Série C, Copa Sul-americana e os campeonatos Italiano, Francês, Japonês e Norte-americano. Experimente o DAZN Brasil de graça por 1 mês!.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Diante do baixo público para os padrões da seleção brasileira, o volante Casemiro foi questionado se sabia ou entendia o porque o público foi tão inferior ao de costume.

“O porque eu não sei. As portas dos hotéis aqui estão sempre cheios, (as pessoas) sempre querem fotos nossas, então não sei o porque. Claro que nós sempre queremos jogar com estádios cheios, é bonito para nós. Mas sabemos da nossa responsabilidade”, afirmou Casemiro.

Apesar do baixo público, Casemiro se mostra focado apenas no que acontece dentro das quatro linhas. Segundo o volante, a seleção tem que buscar fazer o melhor possível.

“Se o estádio está cheio ou não, nós temos que tentar fazer o nosso melhor dentro do campo. Independente do estádio estar cheio ou não, temos que pensar no nosso trabalho e fazer o melhor dentro de campo sempre”

Depois de empatar em 1×1 com Senegal, a seleção brasileira voltará a atuar no Estádio Nacional de Singapura. O adversário será a Nigéria, neste domingo (13) às 9h00 (de Brasília).

LEIA MAIS