Titular da seleção italiana, Francesco Acerbi revela: “O câncer salvou a minha vida”

O zagueiro de 31 anos da Lazio e da seleção italiana superou um câncer no testículo e contou como a doença o ajudou a superar o alcoolismo

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/ Francesco Acerbi twitter oficial

A história de Francesco Acerbi no futebol é construída por muita luta, superação e persistência. Em 2013, o então zagueiro do Sassuolo foi diagnosticado com um câncer no testículo, que foi superado apenas no ano seguinte, com o auxílio da quimioterapia. Em emocionante entrevista ao La Repubblica, o jogador de 31 anos contou como a doença mudou para sempre sua vida:

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Eu penso que a doença me tornou uma pessoa melhor, apagando remorsos e arrependimentos. Passei a observar a paisagem ao meu redor. Afastei-me das pessoas superficiais e negativas e também das ilusões. Parei de sonhar tão alto e preferi me concentrar em objetivos mais simples. Queria chegar à seleção italiana, por exemplo, e consegui”, comentou o defensor, que foi convocado pela primeira vez em 2019 para representar a Itália, assumindo, inclusive, a condição de titular.

“O câncer me salvou”

Antes do diagnóstico, Acerbi havia sofrido um duro golpe com a morte de seu pai, quando ainda atuava pelo Milan na temporada 2012/13. Muito abalado pela perda, o atleta passou a beber de forma descontrolada e viu seu rendimento dentro de campo cair bruscamente:

“Depois que meu pai morreu, eu fui para o fundo do poço. Estava no Milan, minha motivação havia acabado, eu não sabia mais como jogar. Comecei a beber, e acredite, bebia tudo o que via pela frente. Talvez isso soe como um terrível paradoxo, mas o câncer me salvou. Eu tinha algo para lutar contra novamente, um limite para superar. Como se eu tivesse uma segunda vida para viver. E retornei como uma criança, recordando memórias e imagens que eu havia esquecido completamente”, contou o zagueiro da Lazio.

O experiente defensor finalizou a entrevista afirmando que pretende jogar até os 38 anos, e posteriormente se tornar treinador. No que depender de sua força de vontade e capacidade de superação, Acerbi ainda terá muito a desfrutar, ensinar e aprender dentro do futebol.

LEIA MAIS:

Messi revela que Ronaldo Fenômeno foi o melhor atacante que viu na vida