Sem Willian e Felipe Melo, Mano pode mudar esquema do Palmeiras ou manter espinha da equipe; veja opções

Técnico pode optar por velocidade pela ponta ou em um meio-campo mais forte no Verdão

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Cesar Greco/Agência Palmeiras

O Palmeiras não terá Willian e Felipe Melo para a partida contra o Botafogo, no sábado (12), às 21h, por motivos de suspensão.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Enquanto o volante levou o terceiro amarelo e cumpre a automática, Willian foi expulso após entrada dura sobre Pituca, no clássico contra o Santos.

Para suprir a ausência dos dois titulares, que aumentam a lista de desfalques do Palmeiras para a partida – Weverton e Gómez já estão fora, convocados respectivamente por Brasil e Paraguai -, Mano pode optar pela ousadia ou pela manutenção da espinha dorsal do time formado desde sua chegada.

Quem na vaga de Felipe Melo?
A opção mais viável e mais lógica é a troca do “seis por meia dúzia” e a entrada de Thiago Santos para jogar ao lado de Bruno Henrique, o que não mudaria o esquema, mas perderia especialmente em saída de bola e em poder de combate.

Vale lembrar que Mano não teve Felipe logo em sua estreia, contra o Goiás, já que o volante cumpria suspensão. Em Goiânia, o treinador apostou na entrada de Ramires ao lado de Bruno e deu certo. O time jogou bem sob seu comando, foi mais leve e venceu por 2 a 1, de virada, com gols de Willian e Scarpa.

Com Ramires lesionado e em recuperação, uma aposta que pode ser feita é em Matheus Fernandes, que entrega características parecidas de velocidade e avanço, mas que recuaria o camisa 19 para uma função mais defensiva.

Quem na vaga de Willian?
Mano Menezes pode mudar completamente a formação do Palmeiras pela suspensão de Willian. São quatro as opções para a vaga do atacante, que levou o vermelho no clássico.

A primeira delas é colocar Zé Rafael, que faz a mesma função com uma característica distinta, de mais armação e menos agressividade à área.

A outra seria a entrada de Lucas Lima na equipe titular. O camisa 20 pediu passagem, ganhou chance contra o Galo, mas foi mal e voltou para o banco. Seria um bom teste para ver Scarpa e o Lucas juntos, lado a lado, sem disputa de posição.

Outros dois que correm por fora são Carlos Eduardo, que entrou no lugar de Luiz Adriano, lesionado, contra o Santos, e Hyoran, que foi surpresa contra o Internacional, mas que não voltou mais ao time.

Vale lembrar que as duas últimas opções dariam mais velocidade que o habitual da equipe titular, mas não agradam boa parte da torcida.

E Luiz Adriano?
O centroavante foi poupado contra o Atlético, jogou contra o Santos, mas saiu logo no início após sentir uma lesão na coxa.

Mesmo sem a confirmação do departamento médico, as chances do atacante não ir a campo contra o Botafogo são grandes, o que renderia mais um titular de fora para Mano.

Para a vaga do camisa 10, estão à disposição do treinador todos os centroavantes do elenco, além da chance de aposta mais uma vez em Carlos Eduardo, que entrou contra o Santos. A opção, porém, parece inviável, já que no clássico quem foi deslocado para a função central do ataque foi justamente Willian, que acabou expulso e não joga no sábado.

Leia mais:
Premiação por título do Brasileirão feminino representa 0,4% do que é pago ao masculino; veja os números