Tênis de mesa do Brasil garante vaga nos dois naipes para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Seleção feminino e masculino brilham no Pré-Olímpico Latino de Equipes da modalidade e conquistam a classificação para o torneio do Japão

Bárbara Ribeiro
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Diana Yalico

A delegação do brasileira para os Jogos Olímpicos de Tóquio não para de crescer. Neste domingo, as equipes femininas e masculinas do Brasil no tênis de mesa carimbaram o passaporte para a competição. A confirmação da vaga veio após o desempenho impecável das duas categorias no Pré-Olímpico Latino de Equipes, em Lima no Peru.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A seleção feminina de tênis de mesa, foi a primeira a garantir a presença na Olimpíada de Tóquio. Na última rodada do torneio classificatório de Lima, as brasileiras venceram República Dominicana por 3 a 0. No masculino, o Brasil confirmou o favoritismo e se classificou após derrotar a Argentina por 3 a 2.

Para os Jogos Olímpicos de Tóquio, dois atletas das equipes que forem convocados poderão disputar também a competição individual, nos dois naipes. O grupo brasileiro do Tênis de mesa, será formado por três atletas, incluindo Hugo Calderano, já classificado para o torneio. No feminino serão escolhidas as duas melhores atletas de acordo com a posição no ranking mundial e o melhor do masculino. A terceira será definida pela comissão técnica.

O caminho do feminino do Brasil no Pré-Olímpico Latino 

No duelo de duplas, as brasileiras Caroline Kamahara e Jessica Yamada, comandadas pelo técnico Hugo Hoyama, foram precisas em seus movimentos. Elas levaram a melhor sobre as porto-riquenhas Melanie Diaz e Daniely Rios, por 3 a 1 (12/10, 8/11, 12/10 e 11/9).

Logo depois, Bruna Takahashi, 53ª colocada no ranking mundial, entrou forte contra Adriana Diaz, 27ª do mundo, e venceu. O resultado foi de 3 x 0 (11/8, 11/8 e 12/10). Em seguida, foi a vez de Caroline Kumahara. No primeiro set quem levou a melhor foi Melanie Diaz, por 11 a 7. Porém, no segundo a brasileira entrou focada e venceu por 12 a 10. No terceiro, garantiu uma impressionante vitória por 11 a 1. No último, Caroline continuou firme e fechou com o placar de 11 a 9. A partida terminou em 3 sets 1, e garantiu o feminino em Tóqui 2020.

“Me sinto muito feliz, estou muito orgulhosa da nossa equipe. Sabíamos que a partida de duplas era muito importante e conseguimos a vitória. A Bruna entrou muito confiante, venceu e me deu ainda mais confiança para o último jogo”, destacou Caroline Kumahara.

Tênis de mesa masculino confirma favoritismo

A seleção masculina do Brasil desbancou a Argentina na madrugada desta segunda-feira (28). Em um duelo acirrado, os brasileiros Gustavo Tsuboi e Vitor Ishiy foram derrotados pelos argentinos Horacio Cifuentes e Gastón Alto pelo placar de 11 a 6. No segundo set, os argentinos dominaram a disputa e por pouco venceram. Mas os o time do Brasil de tênis de mesa, conseguiu uma brilhante virada e venceu com a parcial de 18 a 16. O terceiro set foi da dupla brasileira por 11 a 9. No último ciclo, a dupla adversária abriu vantagem de 9 a 6. O time verde amarelo foi para cima e com muita garra levaram o set por 11 a 5, após mais de uma hora de jogo.

Hugo Calderano veio na sequência, para enfrentar Pablo Tabachnik,da Argetina e venceu com tranquilidade, por 3 sets 0, as parciais foram de 11/7, 11/4, 11/7. Depois, o terceiro embate foi entre Gustavo Tsuboi e Horacio Cifuentes (ARG). O brasileiro caiu, por 3 a 1 (7/11, 13/11, 8/11 e 9/11). Com o resultado o time masculino de tênis de mesa precisava das próximas duas vitórias seguintes para garantira a ida aos Jogos Olímpicos.

Hugo Calderano voltou para a mesa com o objetivo de bater o argentino Gastón Alto, e manter o Brasil vivo na disputa. Novamente, não decepcionou. Vitória por 11/3, 11/7 e 12/10. Mas a responsabilidade de levar o Brasil para as Olimpíadas foi de Vitor Ishiy. No duelo, o brasileiro fez o dever de casa e venceu Pablo Tabachnik, por 3 a 0 (11/6, 11/4 e 11/6).

“É uma sensação muito boa garantir essa vaga. Não foi um campeonato fácil, a Argentina mostrou que pode brigar com muitas potências. Estou muito feliz pela equipe. A gente não entra com expectativas. Não tem nada fácil na América Latina. Podemos treinar bastante para chegar em Tóquio no melhor nível”, afirmou Hugo Calderano.

Para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o time do Brasil conquistou até o momento 151 vagas na competição, em diversas modalidades.

Leia mais:

Definidos os primeiros surfistas a garantir vaga nas Olimpíadas de Tóquio