Tóquio 2020: Brasil estará no grupo mais forte no vôlei masculino

Na primeira fase, seleção brasileira irá enfrentar Argentina, Estados Unidos e Rússia, além de possíveis confrontos com Sérvia e França.

Carlos Henrique Correia
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Fotos Públicas / FIVB

Sete, das doze equipes que irão para as Olimpíadas de Tóquio, no vôlei masculino do ano que vem estão definidas. De acordo com as posições do ranking já é possível saber como serão as chaves da primeira fase da competição. O Brasil estará no grupo mais difícil, mas caso avance para as quartas de final, encontra um caminho mais tranquilo.

O regulamento dos jogos divide os times em dois grupos de seis e os quatro melhores de cada um avançam para a fase seguinte.

Com a distribuição divulgada pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB), além de Argentina, Estados Unidos e Rússia, o grupo da equipe de Renan Dal Zotto pode ficar ainda mais complicado. França e Sérvia, duas fortes equipes, disputarão o pré-olímpico europeu e podem se juntar a chave do time brasileiro.

Na última edição das Olimpíadas, realizada em 2016, no Rio de Janeiro, o Brasil também se encontrou nessa situação: integrante do grupo mais complicado, com Canadá, Itália, França e Estados Unidos. A primeira fase não foi das melhores, mas os donos da casa passaram em quarto lugar, depois de vencer o último confronto diante dos franceses.

O Brasil vive grande fase. Foi campeão, no último dia 14, da Copa do Mundo de Vôlei masculino de maneira invicta. Agora, o time irá em busca de mais um desafio e conquistar o ouro no Japão o ano que vem.

LEIA MAIS

Mais medalhas brasileiras nos Jogos Mundiais Militares