Vice do Internacional fala em ‘VARgonha’ e dispara contra arbitragem após pênalti para o Cruzeiro: “É muita incompetência”

Para dirigente do Internacional, ninguém, no Brasil inteiro, enxergou o pênalti assinalado para o time mineiro

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/ SC Internacional

O vice-presidente de futebol do Internacional, Roberto Melo, disparou com o VAR e a arbitragem após o empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, no Mineirão, neste sábado (5), em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o dirigente, o árbitro Wagner Magalhães teria ficado até constrangido de marcar o pênalti a favor do time mineiro no segundo tempo da partida, quando o colorado vencia o jogo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Tenho certeza que nem ele sabe o que viu. É unânime no país todo, a gente tem visto a manifestação de muitas pessoas. A palavra usada por muita gente é vergonha. O futebol brasileiro, e a comissão de arbitragem dirigida pelo seu Gaciba, é uma VARgonha“, disse Melo, citando o trocadilho usado por torcedores nas redes sociais.

O dirigente ainda lembrou das polêmicas no jogo contra o Flamengo, há algumas rodadas, quando o Inter deixou o campo reclamando, entre outras coisas, de um pênalti não assinalado sobre o peruano Paolo Guerrero ainda na etapa inicial da partida.

O que leva um juiz da cabine, da cabine do VAR, no jogo contra o Flamengo não chamar o juiz para pelo menos ir olhar o monitor no pênalti sofrido pelo Guerrero? Foi um pênalti claro, foi um erro grosseiro e o juiz não foi chamado para verificar. Agora, nesse jogo, nem os jogadores do Cruzeiro sabiam o que ele estava revisando. Alguns falaram que sentiram vergonha e vontade de sair de campo. Se trabalha duro, com viagem de uma semana, com um bom jogo e vitória e aí acontece mais uma vez essa VARgonha“, disparou.

VEJA O LANCE DO PÊNALTI:

O árbitro ficou constrangido, tentou ajeitar o jogo depois. É uma vergonha, uma VARgonha. Nossos jogadores tiveram vontade de sair de campo e vai acabar acontecendo isso, um time vai sair de campo. E inclusive, os jogadores não vão passar na zona mista por estarem inconformados”, acrescentou Melo.

Já no final da entrevista, ao ser questionado sobre a honestidade dos árbitros, o vice-presidente do Internacional foi direto. “De maneira alguma estou questionando a honestidade de alguém. Pode ser coincidência. Ele entrou para melhorar, mas não é só o Inter. Eu falo por ser dirigente do Inter, mas todo dia alguém reclama. Ninguém, no Brasil inteiro, enxergou pênalti. É incompetência, na realidade. É muita incompetência“.

LEIA MAIS:
Irritado, Patrick chamou repórter no meio da partida e deu recado: “É sacanagem”