VÍDEO: Márcio Araújo se recusa a entregar camisa de jogo, mas pega uniformes de Renê e Rodinei

Volante da Chapecoense protagonizou a cena após o confronto contra o Flamengo na manhã deste domingo, na Arena Condá. Cena não é novidade para o jogador que já passou pelo time rubro-negro

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Reprodução

Após a derrota para o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, o volante Márcio Araújo, da Chapecoense, protagonizou uma cena, no mínimo, curiosa na Arena Condá, em Santa Catarina, neste domingo (6).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Com passagem pelo Flamengo, o jogador pegou as camisas dos laterais rubro-negros Renê e Rodinei na saída de campo. Porém, Márcio Araújo recusou o pedido dos flamenguistas e fugiu sem entregar camisa da Chapecoense. Veja o vídeo do momento (gravado pelo jornalista Eduardo Florão): 

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

O lance não é novidade com o jogador da Chapecoense. Nesta edição do Brasileirão, Márcio Araújo também se recusou a entregar sua camisa a Paolo Guerrero, do Internacional, mas ficou com a camisa colorada. Porém, diferente dos laterais do Flamengo, o jogador do time gaúcho tirou à força o uniforme verde de Santa Catarina.

Antes disso, há sete temporadas, o volante estava atuando no Palmeiras e também se recusou a trocar de camisas com o atacante Éder Luís, que atuava no Vasco da Gama. Na época, Márcio Araújo brincou: “Ele está tentando roubar minha camisa (risos). Ele dá a dele, mas não dou a minha”.

A partida da Chapecoense contra o Flamengo foi válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Apesar de jogar em casa, o time de Santa Catarina não resistiu ao melhor do ataque do Brasil em 2019 e sofreu um gol marcado por Bruno Henrique. Com a derrota, a Chape permanece na última colocação da tabela, enquanto os caricocas, após a vitória, chegam a 50 pontos na competição.

LEIA MAIS:

Márcio Araújo rasga elogios ao Flamengo após derrota da Chape: “Não é líder à toa”

Flamengo atinge feito inédito na era dos pontos corridos do Brasileirão