Wenger comenta o trabalho de Emery no Arsenal: “Não estou aqui para julgar treinadores”

Ex-comandante dos Gunners disse apoiar o treinador espanhol

Felipe Gomes da Costa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/DAZN

Nesta terça-feira (08), o lendário francês Arsène Wenger, treinador do Arsenal entre 1996 e 2018, analisou o trabalho do espanhol Unai Emery à frente do clube inglês. Em entrevista, o ex-técnico dos Gunners afirmou que não pretende “julgar treinadores” e garantiu que apoia o atual comandante.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Análise de Wenger sobre Emery

Em seus comentários sobre o trabalho de Emery, Wenger frisou que seu maior foco é o Arsenal, o que, consequentemente, o faz apoiar o espanhol.

“Olha, eu não estou aqui para julgar treinadores. Sou um defensor do Arsenal Football Club, então apoio (Unai Emery) e espero que ele possa vencer os jogos e jogar o tipo de jogo que eu gosto”, afirmou.

Por fim, o francês enfatizou a necessidade de um futebol vistoso por parte do clube londrino.

“Acho que um clube como o Arsenal tem grande responsabilidade e uma delas é jogar um futebol atraente. Depois disso, acho que o mais importante é apoiar o time, o clube e vencer os jogos”, disse.

Trajetória de Emery no Arsenal

Emery foi contratado pelo Arsenal em maio de 2018, vindo com a dura missão de substituir Wenger. Na temporada 2018/2019, sua primeira no comando do time inglês, o treinador chegou ao vice-campeonato da Europa League. Na decisão, o espanhol viu sua equipe perder para o rival Chelsea por 4 a 1. Na Premier League, os Gunners terminaram na modesta quinta posição, não conseguindo classificação para a Champions League.

Na atual temporada, mesmo sob críticas, Emery tem acumulado resultados positivos. Na Europa League, o clube inglês possui duas vitórias em duas partidas disputadas. Já na Premier League, a equipe dirigida pelo espanhol ocupa a terceira posição, com 15 pontos somados.

No total, Emery dirigiu o Arsenal em 69 jogos oficiais. O retrospecto é de 42 vitórias, 11 empates e 16 derrotas, o que resulta em aproveitamento de 66%.

Entrevista de Wenger

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Leia mais: Rafael Oliveira: Klopp, Guardiola e a banalização do anormal

Camisa que homenageia Ayrton Senna é eleita a mais bonita da história do Corinthians