Corrida de rua! Dicas de alimentação para quem quer iniciar no esporte

Nutricionista esportiva esclarece como para manter um bom desempenho nos treinos e evitar contratempos

Bárbara Ribeiro
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Youtube

A corrida é um dos esportes mais simples de serem praticados, e traz inúmeros benefícios para saúde de quem pratica. A prática do esporte associada a uma alimentação saudável, podem trazer inúmeras mudanças na qualidade de vida das pessoas.  Mas antes de iniciar uma prática esportiva, é fundamental ficar atento a ingestão de alimentos adequados antes e depois dos treinos para alcançar o objetivo desejado.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

 “Antes do treino faça alimentações leves, mas que ao mesmo tempo forneçam energia. O que cada pessoa deverá consumir depende de inúmeros fatores, como objetivo estético, praticidade ou até preferências alimentares. Não há inclusive uma regra para comer ou treinar em jejum, tudo depende das condições de saúde e adaptação de cada indivíduo”, indica a nutricionista esportiva Grasiela Maia.

“De uma forma em geral a alimentação antes do treino pode ser composta por carboidratos (fruta, água de coco, etc.) ou com a associação de alimentos ricos em proteína ou gordura (ovo, castanhas, sementes, coco, leite de coco em pó, óleo de coco) ou por suplementação (whey protein, MCT, etc.)”,  completou.

A nutricionista também comentou sobre a ingestão de carboidratos.

“Os alimentos predominantemente ricos em carboidrato fornecem uma energia mais rápida. Enquanto os alimentos fontes de gordura e proteína por terem a digestão um pouco mais lenta, tendem a fornecer energia até o final do treino”, esclareceu.

A alimentação após o treino também irá depender do objetivo e intensidade do treino. “Ela pode ser composta por fontes de carboidrato (para recuperar as suas reservas de glicose no organismo) ou por fontes de proteína (para auxiliar no reparo da massa muscular)”, explicou Grasiela Maia.

Além da alimentação estar de acordo com o treino de corrida, é importante estar atento quanto ao volume da hidratação. Conforme a profissional ela retarda a fadiga, auxilia na regulação da temperatura corporal e no fornecimento de micronutrientes importantes para a contração muscular.

“É importante hidratar-se bem durante todo o dia e durante o treino consumir cerca de 200ml de líquidos a cada 30 minutos de atividade física, respeitando sempre a sensação de sede”, apontou.

“Uma boa forma de saber a quantidade de líquidos a ser reposta é através da diferença de peso antes e após a corrida. Por exemplo: se você estiver 250g mais leve, deverá ingerir pelo menos 250ml de líquidos ”, aconselhou a nutricionista Grasiela Maia.

Nos treinos de corrida, a hidratação deve ser feita principalmente por bebidas geladas. A nutricionista recomenda a ingestão para acelerar o esvaziamento gástrico e a sensação de frescor.  Além disso, sugere o consumo de água, água de coco ou bebidas isotônicas.

#FicaDica

Antes de iniciar qualquer atividade física é extremamente importante passar por uma avaliação médica, para evitar problemas futuros e aí sim, começar uma atividade física.

Somente um médico poderá orientar e resguardar a saúde do atleta, indicando, por exemplo, seus limites físicos. Uma consulta com um nutricionista também é fundamental para alinhar a alimentação aos treinos de corrida. E claro, estar com calçado e roupas adequados.

Leia mais

Xô sedentarismo! Confira as escolhas dos famosos, além da musculação