Atlético-MG: garantir vaga na Sul-Americana deve ser prioridade da equipe

Após derrota em casa, Atlético-MG que duas rodadas atrás sonhava com Libertadores, pode acabar ficando de fora até da Sul-Americana

Luiz Mutschele
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: twitter oficial Atlético-MG

Após o empate contra o Cruzeiro na 32ª rodada, o técnico do Atlético-MG Vagner Mancini havia dado uma declaração cheia de otimismo e até ousadia dizendo que o time buscava a Libertadores e não pensava no rebaixamento, destacando que mais uma vitória deixaria o time livre da ameaça de queda e podendo pensar mais alto.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Os adversários eram até certo ponto acessíveis: o Fluminense em péssima fase fora e o desinteressado Athletico Paranaense em casa. Porém o resultado foi aquém do esperado: um empate fora contra o time carioca e uma derrota em casa para a equipe paranaense.

Sem conquistar a vitória que esperava, o time segue com risco de rebaixamento, ficou ainda mais longe da já remota possibilidade de ir para a Libertadores e ainda corre risco de ficar até fora da Sul-Americana, mesmo com as vagas sendo estendidas até o 14º lugar graças ao título da Libertadores conquistado pelo Flamengo.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Atualmente na 13ª posição com 41 pontos e com mais quatro partidas por fazer, o Atlético tem, segundo o site “Chance de Gol” as seguintes chances no campeonato:

  • Chance de Libertadores – 0,00%
  • Chance de Sul-Americana – 36,2%
  • Chance de rebaixamento – 0,5%

Ainda que, matematicamente  o time possa chegar até 53 pontos, o site considera que ele já não possui mais chances de conquistar uma vaga no principal torneio continental, mesmo tendo confrontos diretos com Corinthians e Internacional, atuais equipes que vão para a pré-libertadores.

Outra coisa que chama atenção é que as chances de Sul-Americana caíram em relação a 32ª rodada, quando Mancini deu a declaração sobre a Libertadores (eram de 59,4%). As chances de queda também reduziram de 1,4% para apenas 0,5%, porém a vantagem para o primeiro time na zona de rebaixamento (atualmente o Cruzeiro) caiu de seis para cinco pontos.

Além de Corinthians e Internacional, o Galo também enfrentará o Bahia na próxima rodada e o Botafogo na penúltima. Com mais uma vitória o time deve se livrar da ameaça de queda e até pelo que não tem mostrado neste segundo turno, garantir uma vaga na Sul-Americana pode ser considerado um excelente resultado para um time que desde as rodadas 13 e 14 não consegue sequer duas vitórias consecutivas.

Leia mais:

Mancini acha possível Atlético-MG na Libertadores, porém números dizem o contrário

Brasileiro Tetê pode deixar Shakhtar Donetsk rumo a Itália

Aos 52 anos Kazu segue fazendo história e sobe com Yokohama FC para 1ª divisão japonesa