Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Em jogo histórico, Barbarians vence Brasil em desafio de Rugby

A seleção dos Barbarians venceu o Brasil Tupis, em jogo disputado no Morumbi. Mesmo com a derrota, foi uma boa partida para a seleção brasileira

Matheus Ornellas
Colaborador do Torcedores.com que cobre os esportes americanos.

Crédito: Matheus Ornellas

Brasil Tupis e a seleção dos Barbarians se enfrentaram no estádio do Morumbi, no que foi chamado o maior jogo da história do Rugby brasileiro. Mesmo com um forte começo de partida e um primeiro tempo bem equilibrado pela seleção brasileira, prevaleceu a qualidade e capacidade do time visitante, que é um combinado de várias seleções.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Começo forte do Brasil

A seleção brasileira recebeu a bola no começo da partida. Como era de se esperar, a partida teve um início forte fisicamente, com os Barbarians não dando muito espaço para os Tupis. Porém, o entrosamento da seleção se mostrou bom, pois logo aos 6 minutos do primeiro tempo Daniel “Maranhão” Lima abriu o placar com um belo Try. Com a conversão de Josh Reeves, a partida ficou 7 a 0.

Após abrir o placar, o time visitante foi se soltando um pouco mais. Os Barbarians bateram na porta do in goal, mas foram parados no último minuto por Cléber Dias, mantendo a liderança dos Tupis. Aos 17 minutos, Mapimpi, estrela da seleção da África do Sul, deixou a bola escapar e desperdiçou a oportunidade. Mas, aos 21 minutos, os Barbarians conseguiram anotar seu Try, com o fijiano Ma’Afu. O jogador é o único de Fiji que está na seleção das estrelas. A confirmação do empate veio com a conversão do argentino Santiago Iglesias.

Tupis na Frente, mas não por muito tempo

Após sofrer o empate, a seleção se lançou ao ataque. Após uma boa sequência de jogadas, a equipe teve uma falta em ótima posição de campo e não desperdiçou seu penalty. Mais uma vez o chute foi convertido por Josh Reeves, deixando a partida em 10 a 7 com pouco mais de 26 minutos.

Menos de 3 minutos depois, veio a virada. Após uma grande arrancada do camisa 15 dos Barbarians, David Havili, ele passou a bola para o argentino Bautista Ezcurra, que anotou o segundo Try dos visitantes. Após a conversão, a vantagem dos Barbarians era de 4 pontos.

Barbarians e Tupis anotam mais uma vez no primeiro tempo

Aos 38 minutos, a seleção dos melhores do mundo aproveitou mais uma oportunidade de pontuar. Dessa vez David Havili anotou o Try, porém o chute de conversão não foi bom. Já com relógio zerado, a seleção do Brasil bateu no in goal adversário e, após varias tentativas, anotou seu segundo Try, com o camisa número 5, Luis Viera. Mas, assim como os Barbarians, a conversão não foi boa pelos Tupis, fechando o primeiro tempo em 19 a 15.

Barbarians voltam com potência total

A partida recomeçou com a posse de bola para os Barbarians. Mesmo com uma pressão forte, o Brasil não conseguia roubar a bola da equipe visitante e ainda sofreu mais um Try. Os 5 pontos foram anotados pelo australiano Angus Cottrell. Iglesias não desperdiçou a conversão, aumentando a vantagem da seleção para 11 pontos. Mesmo com a vantagem, o time não desacelerou e pontuou mais uma vez. Após excelente jogada de Mapimpi, o Try foi anotado por seu companheiro da seleção Jano Vermaak. Após a conversão, a partida ficou 33 a 15.

As seleções começarem a fazer suas substituições com o decorrer do segundo tempo. Porém, isso não impediu os Barbarians de anotar mais uma vez. E mais uma vez o Try foi de Angus Cottrell, mas agora com conversão de David Havili. Com 67 minutos de jogo, os visitantes venciam os Tupis por 25 pontos.

Brasil Tupis consegue seu Try

Dentro dos últimos 1o minutos da partida, a seleção brasileira conseguiu arrancar mais um grito dos torcedores no Morumbi. Aos 73 minutos, o camisa 22 Felipe Cunha mergulhou no in goal adversário, anotando mais 5 pontos para os Tupis. A conversão foi mais uma vez do camisa 10 Josh Reeves.

Final da partida

Antes do apito final, os Barbarians anotaram mais uma vez com o jogador da Nova Zelândia David Havili. Com a conversão a partida teve seu placar final: Barbarians 47 x Brasil Tupis 22.

LEIA MAIS

Brasil vence Portugal e sobe no ranking mundial de rugby