Com sete duplas, Brasil estreia nesta quarta na última etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia no México

Time verde amarelo de vôlei de praia contará com o apoio de Fernanda Berti e Bárbara Seixas, André Stein/George,  Tainá e Victoria, dentre outros nomes

Bárbara Ribeiro
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: FIVB/Divulgação

De 13 a 17 de novembro, a cidade de Chetumal, na costa leste do México, recebe a última etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia. O torneio é o último compromisso do Brasil em 2019 e que conta com o reforço de sete duplas na briga por medalhas.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

No masculino do Brasil quatro equipes estão inscritas no total. Mas três já estão garantidos na fase de grupos, pela posição no ranking de entradas. Nomes como os de André Stein/George, Thiago/Guto e Pedro Solberg/Oscar, que estreiam na próxima quinta-feira (14). Além deles, participam da etapa classificatória os brasileiros Saymon e Arthur Lanci. A dupla precisa vencer uma rodada eliminatória na quarta-feira (13) para avançar para a fase de grupos.

No feminino o Brasil está garantido na etapa de grupos as duplas Fernanda Berti/Bárbara Seixas e Talita/Taiana. Elas entram em quadra na quinta-feira. Um dia antes, Tainá e Victoria entram na briga por uma vaga na fase classificatória. Os adversários das duplas brasileiras serão definidos em congresso técnico, ainda nesta terça-feira.

Para o Circuito Mundial de vôlei de praia, as brasileiras Tainá e Victoria entram na disputa em busca de bons resultados e uma boa pontuação no ranking.

“Estamos muito ansiosas para jogar, nossa última etapa no circuito mundial foi em agosto e sabemos da importância de rodarmos cada vez mais. Temos que aproveitar as oportunidades, tendo menos equipes do Brasil. Estamos felizes, vamos dar o nosso melhor. É um torneio com grandes equipes, algumas brigando pela vaga olímpica em outros países, e nosso objetivo é cada vez mais ganhar volume e experiência jogando fora do país”, afirmou Tainá.

Quem também visa resultados positivos Circuito Mundial de vôlei de praia é André, da dupla formada com George. Ele e seu parceiro iniciaram os trabalhos em conjunto em março e somam uma prata e um bronze no Circuito Mundial. Agora, segundo o brasileiro o foco é subir mais um degrau no pódio e conquistar o primeiro ouro em etapas internacionais.

“Sabemos que é importante manter os bons resultados para nos mantermos no ranking, sem cair para o classificatório. O próximo ano é olímpico e os times virão muito fortes. Estamos bem preparados, tivemos um período maior e treinamos bastante. Quando nos juntamos, já estava no meio da temporada e quase não tivemos tempo para treinar. Nunca joguei em Chetumal, mas normalmente as etapas no México são bastante quentes e úmidas, mas estamos preparados para esse desafio. Esperamos fazer uma boa etapa”, disse.

No Circuito Mundial de vôlei de praia, no México, a fase de grupos é composta por 32 times, em cada naipe. As equipes são divididas em oito chaves com um total de quatro times. Após primeira fase, os primeiros colocados seguem direto para as oitavas de final. Os segundos e terceiros de cada grupo vão para uma rodada eliminatória anterior, da repescagem. A competição segue no formato eliminatório com oitavas, quartas, semifinais e disputas de bronze e ouro.

Leia mais:

Claudiney Batista conquista o ouro no Mundial de Atletismo Paralímpico