Colunistas Torcedores falam sobre decisão do Campeonato Paulista Feminino

Arnaldo Ribeiro e Vitor Guedes falaram sobre o crescimento do futebol feminino no Brasil

Matheus Expedito
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. 22 anos. Amante do esporte bem jogado e admirador de boas histórias.

Crédito: Crédito: Bruno Teixeira / Ag. Corinthians

Neste sábado acontece o segundo jogo da decisão do Campeonato Paulista Feminino, entre Corinthians e São Paulo, na Arena de Itaquera, às 11h00. O confronto é significativo para as mulheres, visto que os ingressos esgotaram em poucas horas. Os colunistas do TorcedoresArnaldo Ribeiro e Vitor Guedes, falaram sobre a final e destacaram o crescimento que a modalidade vem apresentando no país neste ano.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Lembrando que o alvinegro disponibilizou aproximadamente 37 mil ingressos para a grande decisão. Essa será a terceira final do Corinthians neste ano, sendo que o clube foi campeão invicto da Libertadores e acabou com o vice no Campeonato Brasileiro – foi derrotado nos pênaltis pela Ferroviária. Por outro lado, o São Paulo também demonstrou bom futebol na temporada e até eliminou o Santos, que era o atual campeão do estadual.

Veja o que falaram os colunistas da decisão do Campeonato Paulista:

Arnaldo Ribeiro:

“É uma decisão popular de um torneio feminino, é mais do que simbólico. Além de coroar um ano mágico para o futebol feminino aqui no Brasil. Tivemos a Copa do Mundo sendo transmitida pela Globo. Uma popularização do esporte. Também tivemos técnica estrangeira na Seleção Brasileira, tivemos mais da Marta e times mais consolidados. Eu acredito que esse ano e esse jogo reafirma algo que eu sempre suspeitei: a possibilidade de sucesso do futebol feminino está atrelada aos grandes clubes e as grandes marcas”.

“O Corinthians e o São Paulo são gigantes, como o Santos, que teve times hegemônicos no futebol feminino. Assim como o Flamengo também precisa ter. Esse confronto também marca uma coisa curiosa, que é o acerto da CBF. Acredito que eles acertaram quando incluíram o futebol feminino em seu calendário, criando um campeonato nacional e meio que obrigou os clubes a terem as suas versões femininas. Isso cria uma rotina, um acompanhamento, a mídia fica mais próxima porque o sucesso do esporte nesse país depende de estar atrelado com as grandes marcas”.

“Como minha própria filha me questionou, o futebol feminino não precisa estarem ligadas aos homens. O futebol feminino só pode ter sucesso se ele estiver ligado com as grandes marcas, não aos homens. Assim como os outros esportes, masculinos e femininos, só podem ter sucesso nesse país se forem ligados a essas grandes marcas.

Vitor Guedes:

“Corinthians e São Paulo fazem uma final muito legal do Campeonato Paulista. O futebol feminino merecia uma final de duas torcidas gigantes. São dois times muito legais. Esse time do Corinthians, em particular, merece ser visto, é um time que faz uma campanha absurda, batendo todos os recordes, campeão da Libertadores, vice-campeão do Brasileiro invicto. É um time que tem coisas novas. Não é apenas pela camisa, mas também pela qualidade das jogadoras, ideia de jogo do Arthur Elias, enfim, é um time muito bom. É um time que merecia a presença da torcida”.

“Eu lamento que no futebol feminino também tenha estupidez (da torcida única). Necessário ou não, eu acho um absurdo. Também acho um absurdo usar o ingresso gratuito para fazer palhaçada de câmbio. Muitas pessoas não têm condições de conhecer a Arena de Itaquera, é uma grande oportunidade. Aí vem alguns canalhas para revender. Espero que a polícia prenda essas pessoas, porque é uma vergonha”.

“A vitória de 1 a 0 no Morumbi aumento ainda mais a vantagem do Corinthians, que tem mais time que o São Paulo. É um time mais cascudo, mais experiente. Eu acredito em uma vitória até tranquila do Corinthians, uma goleada por 3 a 0, com apoio da torcida. Embora o São Paulo também tenha feito uma boa campanha, eliminou o Santos e pode surpreender em Itaquera. Mas acredito sim em uma vitória do alvinegro e uma grande festa da torcida. Espero que o futebol feminino não fique nesse jogo”.

 

LEIA MAIS: