Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Dátolo exalta torcida do Atlético-MG e comenta fase atual do time

 

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Reproducao/YouTube

O meia Dátolo foi o destaque do Banfield no empate em 3 a 3 contra o Union Santa Fé, domingo, pela 12ª rodada da Superliga Argentina. Mesmo de longe, o camisa 10 segue acompanhado o Atlético-MG, equipe que mantém forte ligação no Brasil.

Nas redes sociais, é comum a interação dos torcedores do Atlético com Dátolo. “Um carinho que não tem fim! Deles (torcedores) comigo e meu com o Galo. Eu sou muito grato por ter tido a oportunidade de vestir a camisa do Atlético. Foi uma das melhores coisas que fiz na minha vida”, disse em entrevista ao portal Hoje em Dia.

“Acompanho sempre. Confesso que às vezes é duro ver os resultados adversos acontecendo sem poder fazer nada. Mesmo hoje longe, me sinto parte do clube, então não tem como não se incomodar e querer fazer algo pra ajudar”, completa Dátolo.

Constantes trocas no comando técnico

“Trocas são sempre difíceis. Quem sai deixa uma filosofia no grupo e quem chega nem sempre tem tempo suficiente para desenvolver o trabalho, porque são muito jogos num intervalo de tempo curto”.

Qual a receita para o Atlético reverter o momento delicado?

“Futebol não tem receita de sucesso, mas algo que é infalível nesse esporte é o comprometimento e a raça. Quando você está envolvido e quando todos entendem o contexto em que estão as coisas deslancham. Faltam poucos jogos pro Brasileiro acabar, então espero que todos estejam unidos pra tirar o Galo dessa situação”, concluiu.

Pelo Atlético, Dátolo foi campeão da Recopa e da Copa do Brasil, ambas em 2014, e do Campeonato Mineiro de 2015. No período em que ficou no alvinegro, foram 127 partidas, sendo 68 vitórias, 31 empates e 28 derrotas.

LEIA MAIS:

Atlético-MG pode ter até três novidades contra o Goiás