Dirigente admite insatisfação com Tardelli e evita falar do futuro do atacante no Grêmio

Atacante acabou sendo expulso na partida desta quarta-feira diante do Athletico

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

Diego Tardelli voltou a ser notícia no Grêmio. Desta vez, por uma expulsão direta ao dar um chute em Nikão, no segundo tempo da derrota do tricolor fora de casa por 2×0 para o Athletico, na Arena da Baixada, pelo Brasileirão, na última quarta-feira.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Após a partida, o diretor de futebol Alberto Guerra admitiu insatisfação com a postura do atleta ao considerar o lance “infantil” e evitou falar do futuro do jogador, embora o contrato vá até 2021.

“Ele vinha se recuperando, nos ajudou muito nos últimos jogos, teve atuações boas e marcou gols. Hoje teve uma atuação mais abaixo. Uma expulsão infantil”, disse, antes de completar:

“Isso é algo que vamos analisar depois de alcançarmos o objetivo de chegar no G-4. Daí faremos as nossas avaliações internas para o próximo ano”, colocou.

Contratado sob muita expectativa no início da temporada, Tardelli assinou com o Grêmio até 2021, mas demorou para deslanchar no time. No início, chegou a admitir ter sentido “momentos depressivos” ao não se readaptar ao futebol brasileiro depois de quatro anos na China. Só voltou a ser titular depois da queda na Libertadores para o Flamengo.

LEIA MAIS:

Repórter da RBSTV cita “viaduto Mazembe” ao vivo e diverte gremistas

Vizeu supera lesão, retorna ao time do Grêmio e fala sobre 2020

Vaiado, Gabigol é expulso e provoca a torcida do Grêmio com gesto de cinco com as mãos

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram