Ex-jogador de Real Madrid e Milan crava: “A Inter vencerá o Campeonato Italiano”

Com passagens por Real Madrid, Roma, Milan e pela própria Inter de Milão, Antonio Cassano afirmou que a equipe comandada por Conte conquistará o título italiano nesta temporada

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/ Youtube

A Juventus tem reinado de forma absoluta no Campeonato Italiano nos últimos anos e vem de oito conquistas seguidas da competição nacional. A equipe de Turim lidera a Serie A Tim nesta temporada, porém protagoniza uma disputa acirrada com a rival Inter de Milão, que aparece apenas um ponto atrás e pode ameaçar a hegemonia da Velha Senhora.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Comandada pelo técnico Antonio Conte, a equipe Nerazzurri investiu pesado em reforços como Lukaku, Alexis Sánchez e Godín, e tem mostrado uma melhora bastante significativa em relação às temporadas anteriores, na tentativa de retomar seus dias de glória.

A aposta de Cassano

Antonio Cassano, ex-jogador italiano que acumulou passagens por Milan, Roma, Real Madrid e Inter de Milão, além da seleção italiana, deu seu palpite em relação à equipe que conquistará o título da Serie A Tim nesta temporada:

“Quem vencerá o Campeonato Italiano? A Inter de Milão. Eles me lembram da Juventus no primeiro ano sob o comando de Conte. Eu estava no Milan e perdemos o Scudetto para eles. Se a Juventus tropeçar pelo caminho e a Inter continuar ameaçando, Conte levará a taça. Claro, a Juve é boa o suficiente para conquistar o campeonato mais uma vez. Eles têm dois times e seguem sendo o elenco mais forte e completo na Itália, porém é muito claro que a prioridade deles é a Champions League”, opinou o ex-jogador em entrevista ao site La Repubblica.

Após 12 rodadas, a Velha Senhora lidera a liga italiana com 32 pontos conquistados, enquanto a Inter de Milão vem logo atrás, na segunda posição, com 31.

LEIA MAIS:

Insatisfeito na Juventus, Emre Can afirma: “Estou com a cabeça em Turim agora, mas a situação pode mudar”