F1: Kubica avalia desempenho em seu retorno a categoria

O polonês Robert Kubica fez uma avaliação de seu desempenho nesta temporada, na qual retornou a F1 após o grave acidente de rali que sofreu em 2011

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores.com, amante dos esportes americanos e do automobilismo.

Crédito: Foto: Rafa Catelan

A temporada 2019 da F1 ficou marcada por alguns eventos, entre eles, o retorno de Robert Kubica a F1, após oito anos fora do grid da categoria. O piloto polonês sofreu um grave acidente em uma prova de rali em fevereiro de 2011 e quase teve o braço direito decepado.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Foram dois meses internado, algumas cirurgias, até que Kubica voltasse a disputar uma prova de automobilismo, mas sem esperanças de retornar a F1.

Porém, no final da temporada de 2018, a Williams anunciou o contrato com Robert Kubica, e o polonês voltou ao grid da F1. Porém, a fase do time de Grove não é das melhores: a equipe amarga a última colocação, conquistou apenas um ponto após 19 etapas, justamente com Kubica.

Questionado sobre sua performance nesta temporada, Kubica demonstrou decepção pelo rendimento do carro, mas em contrapartida, ficou feliz em ter suportado e superado todas as adversidades.

“Eu acho que passamos por uma temporada difícil, muitas coisas realmente influenciaram de maneira negativa no que tentamos fazer”, declarou Kubica durante a coletiva desta quinta-feira (14) em Interlagos.

“Mas, ao mesmo tempo, conseguir voltar a uma modalidade como a Formula 1, que está no nível mais alto do automobilismo, depois de muito tempo e com minhas limitações, onde muitas pessoas nem pensavam que eu seria capaz de correr”.

“Ouvi muitas histórias durante a temporada. Ouvi rumores de que não seria capaz de pilotar em Mônaco, e foi justamente em Mônaco uma das minhas melhores pilotagens este ano, embora tenha ficado muito atrás”.

“Mas o sentimento é positivo. Estou saindo nesta temporada, é claro que não estou feliz com o desempenho geral, mas estou muito feliz agora com meu corpo, minha mente e meu cérebro reagiram ao difícil desafio que tive este ano”, finalizou Kubica.

LEIA MAIS:
Confira a programação para o Grande Prêmio do Brasil de F1
F1: Verstappen espera ter chances de lutar por vitória em Interlagos