Felipão fez lista de dispensa de atletas e não pediu reforços de 2019, revela ex-auxiliar

Braço direito do ex-treinador do Palmeiras, Paulo Turra revelou que jogadores que chegaram neste ano não foram pedidos pelo comandante e foram contratados por Alexandre Mattos

Rafael Brayan
Apaixonado pelo estudo do esporte mais praticado no mundo.

Crédito: Cesar Greco - Agência Palmeiras

Ex-auxiliar de Felipão e um dos nomes fortes da comissão técnica do Palmeiras campeã do Brasileirão do ano passado, Paulo Turra revelou, nesta sexta-feira (1), que o ex-treinador da equipe alviverde não teve relação com contratações feitas pelo clube neste ano, durante o programa Resenha ESPN.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Chegamos a conversar sobre isso (lista de dispensas) em diversas reuniões. Não foi apenas uma. Em 2018, na nossa chegada, puxamos cinco jogadores da base. Em dezembro, após o título, fizemos uma reunião onde sabíamos que o diretor do futebol que iam vir alguns jogadores. Ainda não tinha colocado ainda. A gente não participou dessas contratações”, disse o ex-auxiliar de Felipão.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Paulo Turra ainda ressalta que a diretoria do Palmeiras não conseguia negociar alguns atletas que não fariam parte do elenco de Felipão. O auxiliar revelou que o treinador não deixaria jogadores treinando separado e tentava unir todos os profissionais.

“É bom deixar claro que o professor fez uma relação de jogadores que ele queria que permanecesse de 2018. Dentro disso, em 2019, na retomada, alguns jogadores que voltavam de empréstimos e dois, três jogadores que, dentro da avaliação do treinador, não fariam parte do elenco”, revelou Turra. “O clube não conseguia emprestar ou vender esses jogadores.”

LEIA MAIS: