Três anos após Rio-2016, Flamengo improvisa arena para jogar no NBB

Apesar da existência de seis ginásios olímpicos no Rio, Flamengo teve que jogar em ginásio provisório em dois jogos da NBB

Severino José da Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação

A despeito de ter recebido há três anos as Olimpíadas, o Rio de Janeiro não tinha um ginásio apto a receber jogos do Flamengo no NBB (Novo Basquete Brasil) entre os dias 12 e 15 de novembro. Segundo o blog “Olhar Olímpico”, o time carioca precisou de um “jeitinho” para adaptar a Arena Carioca 2, originalmente erguida para receber o judô nos Jogos.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Arenas vetadas no NBB

Maracanãzinho, Arena da Barra, Arena Carioca 1, Arena Carioca 2, Arena Carioca 3 e Arena da Juventude (Deodoro), equipamentos construídos ou reformados para os Jogos Olímpicos de 2016. Entretanto, estavam indisponíveis para as disputas dos jogos de basquete. A Arena Carioca 1 teve um evento de e-esporte no fim de semana, e a desmontagem não foi feita a tempo. O Maracanãzinho, administrado pelo Flamengo, não tem piso para jogos de basquete. A Arena da Barra também não tem piso. A Arena da Juventude teve um evento escolar e não poderia ser usada na sexta.

Arena improvisada

Como resultado, o Flamengo para poder mandar os dois jogos em casa, teve que fazer uma verdadeira operação de  reconstrução da Arena 2. Nos Jogos de 2016, recebeu as competições do judô. Depois disso, foi desmontada, virando um galpão sem quadra e sem arquibancada.

Para jogar contra o Pato Basquete e Mogi, partidas válidas pelo NBB, o Flamengo precisou improvisar quadra e arquibancada provisórias e espalhar cadeiras. A falta de ginásios no Rio de Janeiro tornou-s um problema crônico. O ginásio do Tijuca Tênis Clube, considerado o mais bem localizado, tem sido bastante procurado.

Para a remontagem do ginásio, o Flamengo tinha que se preocupar com uma exigência da NBB. O regulamento da liga determina que as arenas tem que ter capacidade para mil pessoas sentadas. Essa situação pode sofrer alteração caso seja autorizada pelo conselho de administração, se assim julgar pertinente.

A LNB (Liga Nacional de Basquete), que organiza o torneio, não fez qualquer vistoria na Arena 2. Apenas aceitou um contrato firmado entre o Flamengo e a empresa montadora das arquibancadas. O documento apontava mil pessoas na arquibancada e 100 sentadas em cadeiras.

Leia Mais:

Com grande atuação de Yago, Paulistano impõe primeira derrota do Franca no NBB

Brasília x Bauru: Veja onde assistir a este jogo do NBB AO VIVO online