Funcionário do Monumental revela que estádio ficará longe da carga máxima de ocupação para a final da Libertadores

Local comporta até 80 mil pessoas, mas administrador disse que a autorização será apenas de 59 mil para a decisão da Libertadores

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Universitario

A final da Libertadores entre Flamengo x River Plate foi transferida de Santiago, onde será disputada no Estádio Nacional, mas Lima, no Estádio Monumental U, do Universitário. Uma das notícias mais comemoradas foi a de que a capacidade do novo local quase dobrava o que era oferecido pelo anterior, porém não é bem assim.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista ao Globoesporte.com, o administrador do estádio, Raúl Leguía, disse que o Monumental não terá a carga máxima de 80 mil pessoas, que é sua capacidade total, para o confronto.

“Normalmente, para os eventos que temos as autorizações, são 59 mil pessoas, com os 10% que nos pedem a lei. Isso inclui as duas tribunas, norte e sul, para 27 mil pessoas, com 13,5 mil para cada uma. Setor Oriente para 14 mil, Ocidente, 12,5 mil, e camarotes 5,5 mil.”

Em Santiago, o Estádio Nacional pode receber no máximo 49 mil pessoas. A expectativa era de um grande aumento na comercialização de ingressos para Lima, mas a realidade é diferente.

Segundo Leguía, dos 59 mil lugares, uma parte ainda é reservada a camarotes com donos próprios, o que pode deixar a capacidade do Monumental quase semelhante ao que seria no Chile.

“Há uma associação dos proprietários dos camarotes. São donos deles para qualquer evento. Nós somos responsáveis por tudo o que é arquibancada, uns 53 mil e tanto. Esse tema dos camarotes, vamos ver nesta quarta-feira com a Conmebol os detalhes, como vamos fazer.”

A final da Libertadores entre Flamengo x River Plate será disputada no dia 23 de novembro, às 17h (horário de Brasília).

Leia mais:
O que o torcedor que se sentir prejudicado deve fazer caso a Conmebol mude o local da final da Libertadores? Especialista explica