Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Galvão Bueno diz que o Flamengo tem tudo para ser campeão da Libertadores, mas lembra tragédia: “Grande momento para resolver isso”

Para Galvão Bueno, momento do Flamengo fora de campo também precisa ser exaltado, mas lamentou que o clube tenha deixado o assunto da tragédia “para trás”

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Reprodução/SporTV

Flamengo e River Plater disputarão no próximo sábado (23), em Lima, no Peru, a final da Libertadores 2019, e apesar do time argentino ser o atual campeão e sempre apontar como um forte candidato a ficar com o título, a equipe rubro-negra comandada por Jorge Jesus também tem seus méritos. E para o narrador Galvão Bueno, o Flamengo “tem tudo” para vencer o River e ficar com a taça.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Acho que o Flamengo tem tudo para uma grande vitória e para conquistar essa Libertadores. Mesmo jogando contra um gigante do futebol sul-americano, que é o River Plate, com um grande técnico, que é o Gallardo, o Flamengo tem tudo. Estou indo para lá para gritar é gol mesmo”, avaliou Galvão durante o ‘Bem, Amigos’ desta segunda-feira (18).

O narrador fez questão de exaltar a gestão do Flamengo e momento vivido pelo clube também fora das quatro linhas, mas lembrou da tragédia no CT Ninho do Urubu no início do ano, quando um incêndio no local vitimou de forma fatal dez jovens promessas das categorias de base do clube.

“Esse momento do Flamengo é um conjunto da obra. É o saneamento das finanças, a montagem da estrutura, o planejamento, a escolha de quem vem, o trabalho claro do Jesus, mas também da equipe que trouxe com ele. Um trabalho muito sério, forte da preparação física, porque ele não poupava ninguém. Do departamento médico, fisiologia, fretar o avião…Tudo isso, é conjunto dessa obra”, exaltou.

“Estou vendo que ficou um pouco para trás o acerto do Flamengo com as famílias dos meninos. Seria um grande momento para o Flamengo resolver isso”, completou Galvão Bueno.

LEIA MAIS:
Jorge Jesus desabafa sobre tratamento que recebe dos técnicos brasileiros: “Não entendo essas mentes fechadas”