Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Na reedição do Super Bowl 52, New England Patriots se vinga e vence o Philadelphia Eagles

Defesa do New England Patriots faz a diferença e domina ataque de Philadelphia, que teve eficiência apenas no primeiro quarto

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Foto: Divulgação/NFL

Na reedição do Super Bowl de 2018, o New England Patriots se vingou do Philadelphia Eagles e venceu por 17 a 10, neste domingo (17), no Lincoln Financial Field, em jogo com as defesas se destacando por grande parte do tempo.

Carson Wentz terminou o jogo com 214 jardas e um touchdown, tendo alguns momentos bons e outros ruins durante o confronto. Zach Ertz foi o recebedor com melhores números e conquistou 73 jardas em oito recepções. Tom Brady somou 216 jardas e foi crucial em terceiras descidas.

Em resumo, Philadelphia dominou o primeiro quarto e apresentou a fórmula para vencer New England: correr bem com a bola e controlar o tempo. Wentz com seu ataque impôs 10 pontos logo de cara, mas caiu de nível e pouco fez depois das boas primeiras campanhas. Já os Patriots demoraram para engrenar no ataque e anotaram nove pontos com três field goals no primeiro tempo.

No segundo tempo, o ataque de Philly nada fez, sofreu com faltas e foi completamente dominado, tanto pelo alto quanto pelo chão. O ataque dos Pats não foi explosivos, mas fez o suficiente para virar a partida e vencer com autoridade, inclusive com uma jogada que “vingou” o special Philly do SB de um ano atrás.

Os Eagles tiveram problemas de contusão para o jogo: DeSean Jackson, Alshon Jeffery, Jordan Howard, Darren Sproles e outros atletas não estiveram disponíveis.

Neste momento, a campanha dos Eagles é de cinco vitórias e cinco derrotas, ainda com chances de ir para os playoffs. Os Patriots ficam com nove vitórias e uma derrota, podendo garantir uma folga na primeira rodada da pós-temporada.

O próximo jogo do Philadelphia Eagles será no domingo (24), contra o Seattle Seahawks, novamente dentro de casa. Já o New England Patriots enfrenta o Dallas Cowboys, dentro de seus domínios, no Gillete Stadium, também no próximo domingo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O JOGO 

O Philadelphia Eagles dominou o primeiro quarto. Na primeira campanha, houve uma falta de interferência cometida pela defesa dos Patriots que culminou com um grande avanço para o campo de ataque. No entanto, o time da casa conseguiu apenas um field goal.

O ataque comandado por Tom Brady foi logo parado, e a bola voltou para Philly. Com o jogo terrestre estabelecido, o campeão do Super Bowl do ano de 2018 controlou o tempo e fez uma longa e eficiente campanha até anotar o primeiro touchdown do jogo, já no começo do segundo quarto.

Carson Wentz lançou para Dallas Goedert, que usou seu tamanho para vencer a marcação e entrar na end zone. O lance ainda foi revisado pela arbitragem, que confirmou TD para os donos da casa.

No restante do primeiro tempo, as coisas mudaram. Os Eagles não conseguiram impor o jogo pelo chão com eficiência e o quarterback da camisa 11 não teve campanhas de sucesso. Por outro lado, aos poucos Brady começou a engrenar com seu ataque, principalmente em terceiras descidas cruciais. Durante o período, o atual campeão do Super Bowl conseguiu três field goals e deixou o placar em 10 a 9 para Philly.

SEGUNDO TEMPO 

Logo na campanha inicial os Patriots viraram o jogo e ainda anotaram uma conversão de dois pontos, deixando o placar em 17 a 10. A jogada do touchdown foi incrível: Brady lançou lateralmente para Julian Edelman, que ficou livre para dar um belo passe para Phillip Dorsett receber na end zone.

A partida ficou com amplo domínio das defesas. Nenhum dos ataques conseguiu ser efetivo para alterar o placar e o jogo se arrastou desta forma até o momento derradeiro do último quarto. Wentz, dentro de sua própria end zone, protagonizou um lance de gente grande e que lembra seus melhores momentos que quase lhe rendeu o prêmio de MVP em 2017.

A última posse ainda ficou com o Philadelphia tentar uma Hail Mary, mas não teve sucesso e os Patriots venceram por 17 a 10.