Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Nos 26 anos do UFC, relembre a história do primeiro evento

Neste 12 de novembro, o Ultimate completa 26 anos de existência

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Site oficial de Royce Gracie

Em 12 de novembro de 1993, o UFC realizava o primeiro evento de sua história. Se atualmente o Ultimate é o ‘símbolo’ do que é o MMA, na época do vale-tudo, o começo da entidade foi modesto, na cidade de Denver (EUA).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Oito lutadores disputaram um torneio de uma única noite, sem rounds e com as lutas tendo de acabar com nocaute, finalização, interrupção dos árbitros ou a desistência do córner. Cenário bem diferente do que atualmente é a entidade.

O Torcedores.com irá relembrar momentos marcantes do primeiro card da história do UFC, que teve triunfo brasileiro.

A primeira luta

A primeira luta da história do UFC foi entre o holandês Gerard Gordeau e o americano Teila Tuli. Tuli  tentou usar a diferença de peso em seu favor para empurrar Gordeau contra a grade, mas perdeu o equilíbrio e caiu sentado. Ao tentar se levantar, tomou um chute que deu a vitória ao holandês em apenas 26 segundos de luta. E ainda lhe arrancou um de seus dentes.

O homem de uma luva só

O primeiro adversário de Royce Gracie foi o boxeador Art Jimmerson, que teve uma ideia ousada para tentar evitar ser derrubado pelo brasileiro: usar uma luva de boxe apenas em uma das mãos. Mas nem isso foi capaz de parar Gracie, que derrubou e finalizou com facilidade o americano.

O reserva que não entrou em campo

Os primeiros eventos do Ultimate tinham sempre lutas reservas, para o caso de algum lutador se lesionar e não poder lutar durante o torneio. Na luta reserva do UFC 1, Jason DeLucia venceu Trent Jenkins, mas o vencedor não teve a chance de participar do torneio.

Sem regras? Nem tanto

Para vender a ideia de um torneio que reunia lutadores de várias modalidades, os promotores do UFC na época venderam a ideia de que o torneio não tinha qualquer tipo de regra. Mas tal ideia não era assim tão verdadeira.

Sim, a ampla maioria das regras atuais do Ultimate sequer existia em 1993. Mas algumas proibições, como não morder o adversário, enfiar o dedo no olho ou golpes baixos estavam presentes nas poucas regras da época.

Jiu-Jítsu é o tal

A ideia por trás do UFC era de que os Gracies provassem que o jiu-jítsu era sim a melhor luta de todas. Tanto que aquele que fora considerado o melhor da família, Rickson, acabou ficando fora do torneio, com Royce representando o clã das artes marciais.

Menor do que praticamente todo o restante dos lutadores, Royce provou a ideia dos organizadores ao vencer as três lutas usando o BJJ e virando campeão do primeiro UFC da história. Na final, derrotou Ken Shamrock no começo da primeira grande rivalidade do Ultimate em sua história.

LEIA MAIS

Thiago Marreta assume relacionamento com lutadora russa do UFC

(Crédito da foto: Reprodução/Site oficial de Royce Gracie)

As melhores notícias de esportes, direto para você