Relembre a campanha vitoriosa do Bragantino na Série B 2019

Bragantino chega aos 72 pontos e fatura título da Série B antecipado. Relembre como foi a campanha do time paulista

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

A torcida do Bragantino já pode gritar é campeão. Após empatar com o Criciúma em 1 a 1 no Nabi Abi Chedid, o time paulista conquistou o segundo título da Série B. Confira como foi a campanha de 21 vitórias do Bragantino.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Primeiro turno:

O Bragantino começou a sua caminhada contra o Brasil de Pelotas fora de casa. Jogando no Bento Freitas, o Massa Bruta venceu por 1 a 0 com gol de Bruno Tubarão ainda no primeiro tempo. Na rodada seguinte e estréia no Nabi Abi Chedid, os paulistas encararam o Sport e empataram em 1 a 1.

Novamente jogando em casa, uma vitória tranquila sobre o Atlético Goianiense. Com gols de Ytalo, Thiago Ribeiro e Wesley, o Massa Bruta venceu facilmente e se preparou para viajar para Londrina na quarta rodada. Contra os donos da casa, o Bragantino teve dificuldades e encontrou no então invicto Londrina um adversário à altura. 1 a 0 e a primeira derrota consumada.

De volta a São Paulo, o Bragantino enfrentou o Figueirense e teve trabalho para vencer. O placar apontava 2 a 0 ao final da partida com gols de Ytalo e Claudinho e a liderança assumida provisoriamente. Contra o Vitória na sexta rodada, o triunfo veio ainda no primeiro tempo no Barradão por 2 a 0 e liderança garantida. Em casa, mais um triunfo a primeira sequência de três jogos sem derrota. Contra o São Bento, Ytalo e Wesley anotaram os tentos dentro de casa.

A sexta vitória veio contra o América Mineiro em casa e novamente por 2 a 0 com gols de Ytalo, o quarto dele, e Claudinho. Uma nova derrota veio longe de casa no sul do país. Contra o Paraná, o Bragantino até saiu na frente, mas sofreu a virada no segundo tempo. A caminhada veio com um novo tropeço fora de casa, dessa vez para o Oeste em empate sem gols.

No Nabi Abi Chedid, o Massa Bruta se superou com um a menos e venceu de virada a Ponte Preta por 2 a 1. Jogando em Goiás, o time de Antônio Carlos Zago venceu o Vila Nova pelo placar mínimo e abriu quatro pontos de vantagem sobre o Paraná. Na volta pra casa o duelo contra o Cuiabá previa um jogo chave para aumentar ainda mais a distância para o segundo colocado. No entanto, um empate em 2 a 2 com mais um gol de Ytalo frustrou a torcida.

Em mais um duelo entre paulistas, o Bragantino sucumbiu para o Guarani fora de casa por 1 a 0. Na 15ª rodada, o Massa Bruta fez mais um duelo entre paulistas contra o Botafogo. Com uma defesa bem compacta, o time de Ribeirão Preto não deixou os donos da casa marcarem e o jogo terminou sem gols. A volta pra casa veio com uma goleada diante do Operário com gols de Ytalo, Matheus Peixoto, Bruno Tubarão e Léo Ortiz.

Com uma campanha ainda impecável, o Bragantino chegou à 10ª vitória em 17 jogos contra o Criciúma. Jogando no Heriberto Hülse, o time de Zago marcou um gol em cada tempo e venceu por 2 a 0. Antes do fim do primeiro turno, mais dois confrontos contra Coritiba e CRB. Em casa, empate com o vice-líder Coritiba em 1 a 1 e vitória em Alagoas contra o CRB por 3 a 0.

Segundo turno:

O segundo turno começou com vitória sobre o Brasil de Pelotas em casa por 2 a 1. Com seis jogos de invencibilidade veio a derrota para o Sport por 2 a 1 na Ilha do Retiro. Depois do tropeço, mais cinco jogos invictos contra Atlético-GO por 1 a 1, vitória contra o Londrina por 4 a 1, triunfo fora de casa contra o Figueirense por 3 a 1, vitória contra Vitória e São Bento por 2 e 3 gols, respectivamente.

Na 27ª rodada, um revés não programado para o América-MG por 2 a 0 fora de casa. Uma nova sequência de cinco vitórias colocou o Bragantino cada vez mais encaminhado na liderança. Paraná (2 a 0), Oeste (2 a 2), Ponte Preta (1 a 1) e Vila Nova (3 a 1) foram os adversários que sucumbiram ao Massa Bruta.

Com 2 a 0 contra, o Bragantino não resistiu ao Cuiabá que conseguiu se distanciar do Z4. Até a confirmação do título, três jogos antecederam a caminhada. Guarani em casa (3 a 1), Botafogo fora (3 a 2) e Operário fora (2 a 0), deixaram o Bragantino com 71 pontos. Para ganhar, era preciso um ponto contra o Criciúma no Nabi Abi Chedid.

Contra o Criciúma, o título veio com tudo que tinha direito. Gol, expulsão, confusão e toda emoção para os mais de 9 mil torcedores no estádio.

LEIA MAIS:

Bragantino 1X1 Criciúma: confira os melhores momentos da partida pela Série B