Renato comenta vitória do Grêmio no Gre-Nal: “Foi um massacre, o Paulo Victor era um telespectador”

Confira os destaques da coletiva de imprensa concedida pelo técnico do Grêmio neste domingo

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Lucas Uebel/Grêmio

O técnico Renato Gaúcho avaliou com muito orgulho a vitória do Grêmio sobre o Inter, neste domingo, por 2×0, na Arena, pelo Brasileirão. Os gols foram marcados por Geromel e Rômulo em um clássico que, segundo o treinador gremista, foi um “massacre”.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Não foi porque o Internacional estava com um jogador a menos. Foi assim (o Grêmio jogando bem) desde o primeiro minuto, praticamente o Paulo Victor foi um telespectador, não fez nenhuma defesa. Nós criamos bastante, desde o primeiro tempo. A minha equipe jogou e marcou, não deu chances para o time do Internacional”, disse o treinador, antes de concluir:

“Com todo o respeito, quem viu o jogo viu que foi um massacre, custou barato. Os números não mentem, se o meu time não tira o pé do acelerador, e não fui eu que pedi, pode ter certeza que era goleada”, acrescentou.

Renato ainda lembrou o retrospecto de Gre-Nais no ano, ressaltando que o tricolor não perdeu nenhum dos cinco jogados.

“Não é por um acaso que a gente disputou cinco GreNais e não perdemos nenhum. Terminamos o ano invictos, cinco GreNais sem perder nenhum”.

Com a vitória, o Grêmio fecha a 30ª rodada na 5ª colocação com 50 pontos.

LEIA MAIS:

Lugano revela que era o “homem do cofre” do Grêmio e explica o que não deu certo

Muita influência? D’Ale diz que é só funcionário do Inter, mas diz o que mudaria se “mandasse” no clube

Duda Kroeff elogia o Flamengo, defende Paulo Victor e opina: “Derrota até certo ponto normal”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram