Rodrygo ignora pouco tempo em campo e celebra oportunidade: “Fazer de tudo para honrar a seleção”

Nos dois amistosos da seleção brasileira, contra Argentina e Coreia do Sul, o atacante Rodrygo jogou apenas 25 minutos somados

Paulo Silva
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Divulgação/Twitter Rodrygo Goes

O Brasil voltou ao caminho das vitórias e venceu a Coreia do Sul por 3 a 0, nesta terça-feira (19). A grande crítica ao treinador Tite ficou por conta de sua decisão de colocar Rodrygo apenas aos 42 minutos do segundo tempo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

No entanto, o jovem revelado pelo Santos não se mostrou triste pelo pouco tempo em campo e respondeu de forma madura ao questionamento, sem criar qualquer tipo de polêmica.

“Dando o meu melhor, o máximo no tempo que eu tiver. Sejam cinco minutos, dez ou o jogo todo. O tempo que eu estiver em campo tenho que dar o meu melhor e fazer de tudo para honrar a seleção”, disse Rodrygo.

Ao todo, ele ficou 25 minutos em campo nas partidas contra a Argentina e a Coreia do Sul. Tite resolveu “não pular etapas” e decidiu por deixar o atleta de 18 anos no banco de reservas.

Rodrygo vem ganhando repercussão por suas atuações pelo Real Madrid. Contra o Galatasaray, da Turquia, ele se tornou o jogador mais jovem a marcar um hat-trick em uma partida de Champions League.

LEIA MAIS:

Tite explica pouco tempo de Rodrygo em campo: “Não podemos pular etapas”
Tite é detonado na web após Rodrygo jogar poucos minutos diante da Coreia do Sul: “Paneleiro”