STJD concede efeito suspensivo a José Carlos Peres, presidente do Santos

Presidente do Santos retorna ao cargo após turbulências e divergências com seu vice, Orlando Rollo

Matheus Expedito
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. 22 anos. Amante do esporte bem jogado e admirador de boas histórias.

Crédito: Reprodução / Site oficial Santos FC

No início de noite desta terça-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) concedeu o efeito suspensivo ao presidente do Santos, José Carlos Peres, que está liberado para reassumir o clube nas funções administrativas e desportivas. A notícia veio como um alívio para a cúpula santista, já que houve divergências com o vice-presidente Orlando Rollo no período de ausência do mandatário.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A liminar foi anunciada através do Twitter do Peixe. Anteriormente, Peres foi punido por 15 dias ao desrespeitar a arbitragem e insinuar que o Flamengo tinha vantagens com o VAR. Aproveitando a ausência do presidente, Orlando Rollo determinou a troca de quatro membros do Comitê de Gestão, baseando-se na premissa de que a suspensão também englobaria as funções administrativas.

Em repúdio às atitudes de seu vice, Peres afirmou que houve uma “tentativa de golpe” no alvinegro da Vila Belmiro. O presidente também se mostrou preocupado caso a crise institucional chegasse ao futebol, principalmente nas próximas rodadas do Brasileirão que serão decisivas para a próxima temporada.

“O que mais nos preocupa agora é que essa turbulência não chegue ao Departamento de Futebol. Todo mundo sabe que houve uma reunião que permitiu que o Rollo assumisse seu lugar, que é um posto na mesa do Conselho Deliberativo. Ele é vice-presidente do comitê gestor e poderá aparecer a cada 15 dias nas reuniões”, afirmou.

Até o momento, Orlando Rollo permanece como vice-presidente do Santos.

Veja a nota do Santos FC:

 

 

LEIA MAIS: