Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Tiago Nunes explica relação com Petraglia e revela divergências com Paulo André: “que tenha sucesso”

Ex-treinador do Athletico pode ser o novo comandante do Corinthians em 2020

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação/Athletico

O técnico Tiago Nunes se despediu do Athletico nesta quarta-feira (6) em entrevista coletiva concedida em Curitiba e além de tratar da proposta do Corinthians, a qual disse não ter recebido pessoalmente, também revelou qual era sua relação com Mario Celso Petraglia, que comanda o clube desde a década de 90, e com Paulo André, ex-zagueiro e atual gerente de futebol.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Segundo ele, a relação com o “chefão” Petraglia sempre foi de respeito, mas também demorada. Tiago disse que só conheceu o presidente do Conselho Deliberativo quase um ano após ser apresentado como comandante do time sub-19.

“Sempre foi em altíssimo nível. A reunião que tivemos também foi em altíssimo nível. Se mostrou insatisfeito, não me desrespeitou”, apontou o técnico, que não trabalhará mais em 2019.

“Cheguei em abril de 2017, mas meu primeiro contato com ele foi só em 2018, quase um ano sem conhecer efetivamente. Foi uma ótima relação.”

Nas entrelinhas, Tiago Nunes revelou um problema de relacionamento com Paulo André, que foi seu atleta até o fim do ano passado, quando deixou os gramados para assumir o cargo de gerente de futebol.

“O Paulo sempre foi questionador como atleta, até porque na posição final da carreira sempre fazia com que enxergasse que fora de campo as coisas poderiam andar melhor do que andavam. Como diretor, percebeu que as coisas não são tão fáceis quando se está jogando”, disse o treinador.

“Quando tem que cuidar dos outros, às vezes tem que tomar decisões que não são tão políticas, que não são as melhores para a imagem. Sempre fui muito franco, muito direto. As insatisfações como atleta e diretor sempre falei para ele. Desejo que tenha sucesso e possa crescer, amadurecer como gestor. É um cargo novo para ele. Vai ter que passar por experiência para diminuir a margem de erro.”

Leia mais:
Tiago Nunes revela que não recebeu proposta do Corinthians