UFC anuncia mudança em programa antidoping da organização

Entidade fez alteração em regras para tentar banir uso de suplementos com substâncias ilegais

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook UFC Brasil

Os recentes casos de doping no UFC ligados a contaminação de suplementos com substâncias ilegais causaram uma mudança no programa antidoping do Ultimate, anunciada nesta segunda-feira (25) pela organização

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

O Ultimate e sua parceira no programa de combate ao doping, a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos), divulgaram novas regras em relação ao uso de substâncias proibidas por lutadores. No caso, tendo como alvo os casos de suplementação contaminada por substâncias ilegais.

As regras incluem uma lista de produtos e substâncias que possam estar presentes nestes que são considerados proibidos pelo UFC, a partir de uma certa concentração destes nos produtos. E tais estarão vedados para atletas do Ultimate os utilizem.

“Por em prática um programa antidoping justo que proteja a integridade dos processos é essencial para o fortalecimento deste programa. Uma combinação da presença de níveis pequenos de contaminação mais o aumento da sensibilidade de nossos testes a eles fizeram com que tivéssemos a necessidade de definir níveis de concentração para que possamos punir quem usa doping de forma intencional e não aqueles que seguem o programa de forma adequada”, relatou Jeff Novitzky, chefe do programa antidoping do UFC ao MMAJunkie.

O mais recente caso deste tipo foi de Nate Diaz, que quase não lutou no UFC 244 por ter substâncias ilegais num teste, que acabaram sendo derivadas de um suplemento usado por ele, portanto liberado para poder lutar.

LEIA MAIS

Serginho Moraes deixa UFC após derrota em São Paulo

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook UFC Brasil)