Werdum reabre caso de suspensão por doping: “Até hoje sei que sou inocente”

Peso-pesado quer provar inocência e mira retorno ao UFC

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Reprodução/Facebook UFC Brasil

Fabrício Werdum está cumprindo suspensão de dois anos por doping. Mas o lutador não desiste de provar sua inocência e decidiu pedir à Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) para reabrir a investigação de seu caso de doping.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

Em entrevista ao Combate, o lutador brasileiro explicou as razões que o levaram a decidir por reabrir o caso e tentar anular de alguma forma a suspensão por doping para voltar a lutar pelo UFC.

“Essa situação é um tema bem complicado porque até hoje sei que sou inocente. Não fiz nada e estou pagando por uma coisa que não fiz. Agora estou conversando com eles, revendo o caso e eles abriram de novo. Eu pedi, contratei advogado, porque as pessoas não sabem que a gente gasta muito dinheiro com isso. Na primeira vez que tentei provar minha inocência, gastei US$ 50 mil, testei tudo o que eu poderia. Dessa vez, vai ser mais uns US$ 30 mil para reabrir o caso, conversar de novo com eles. Conversei com eles em Nova York e eles vão rever de novo”, afirmou Werdum.

Para tentar voltar a lutar, o brasileiro terá que resolver problemas ligados ao caso, como o fato de não ter informado seu paradeiro à USADA por um ano, além de tentar evitar pagar tempo de suspensão pendente por ter dito que se aposentaria do MMA. Mas o foco de Werdum é de conseguir sua inocência e voltar a lutar ainda em 2020.

“Quero lutar mais umas quatro ou cinco vezes. Estou bem fisicamente e mentalmente. Tenho 42 anos e posso lutar até os 44. Falei que, quando eu voltasse, queria enfrentar o Francis Ngannou, que é um cara que ninguém quer lutar. Quero lutar contra ele, o cara que está em evidência, que ninguém quer lutar, para poder ser campeão de novo”, disse.

LEIA MAIS

McGregor tem negociações para enfrentar Donald Cerrone, diz agente

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook UFC Brasil)