Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

60 jogadores que penduraram as chuteiras nesta década (2010-2019)

Uma viagem nostálgica pelo mundo da bola relembrando grandes nomes que penduraram suas chuteiras nesta década

Lucas Calegari
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Twitter-Fabrizio Ronquillo

Melhores do Mundo, grandes craques, jogadores que derrubaram doenças graves, figuraças, artilheiros e campeões de tudo que é mais importante no futebol. Será que você lembra de todos esses 60 jogadores que marcaram época? Veja a lista…

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Começamos a nossa viagem no tempo pelo ano de 2017, este o que mais teve grandes craques dando adeus às quatro linhas, pelo menos como atleta.

  • Victor Valdés – goleiro fez história pelo Barcelona (o que mais atuou), participando do maior time catalão da história (4 títulos de Champions League). Também foi campeão mundial pela Espanha.
  • Kaká – craque brasileiro é o último do país a vencer o prêmio de melhor jogador do mundo (2007). Campeão mundial com a amarelinha em 2002 e da Champions League pelo Milan em 2007.
  • Philipp Lahm – um jogador que pode jogar em 10 posições, como bem disse Pep Guardiola. O alemão foi por anos o melhor da sua posição, se enchendo de títulos com o Bayern de Munique e coroado com a Copa do Mundo de 2014.
  • Xabi ALonso – craque e ídolo por onde passou, campeão mundial em 2010 naquela Espanha mágica. A elegância em pessoa até para se despedir do futebol…

“O vivi. O amei. Adeus belo jogo”

  • Maxwell – lateral esquerdo brasileiro que pouco jogou por aqui, mas fez sucesso na Europa e é um dos atletas com mais títulos na história do futebol (35).
  • Gerrard – ídolo da equipe do Liverpool, um exemplo de liderança, sobretudo naquela final histórica de Champions League de 2005.
  • Pirlo – um dos jogadores mais geniais, clássicos e habilidosos desta lista. Fez história e é ídolo de super rivais, Milan e Juventus. Ganhou tudo e marcou o primeiro gol do Maracanã reformado (como é hoje) em 2013 pela Copa das Confederações.
  • Lampard – craque inglês, maior artilheiro da história do Chelsea (211 gols).
  • Totti – 28 de Maio de 2017, dia que o Estádio Olímpico de Roma ficou inundado de lágrimas, o maior jogador da história da Roma se despediu de uma carreira de 25 anos dedicados apenas a esquadra italiana. “Capitano!”

Também se aposentaram em 2017:

  • Demichelis
  • Dirk Kuyt
  • Roberto – polivalente jogador brasileiro, jogou em alto nível até depois dos 40 anos…

Também tivemos algumas situações nesta década que não são muito comuns, três jogadores anunciaram aposentadoria, depois de um tempo saíram da aposentadoria e voltaram a anunciar definitivamente estas férias eteras dos gramados como atleta profissional, foram eles:

  • Landon Donovan
  • Juan Sebastián Verón
  • Rivaldo – craque brasileiro, um dos grandes responsáveis pelo nosso Pentacampeonato em 2002 e para muitos um dos maiores do futebol em todos os tempos. Se aposentou em 2014, voltou em 2015 e jogou ao lado de seu filho Rivaldo Jr. em um jogo cravado na história onde pai e filho marcaram gol.

Muitos jogadores se aposentaram nesta década e já em seguida começaram suas carreiras como treinadores…

  • Rogério Ceni – o maior e super campeão goleiro da história do São Paulo atualmente treina a equipe do Fortaleza. Ele que se aposentou em 2015, também estava na seleção do Penta!

  • Klose – faro de gol acentuadíssimo, o maior artilheiro da história das Copas do Mundo no masculino atualmente treina o time sub-17 do Bayern de Munique.
  • Xavi – craque espanhol que era um dos pilares do time “tique-taca” do Barcelona que atropelava todo mundo atualmente treina o Al Saad-CAT.
  • Shevchenko – artilheiro e craque ucraniano treina a seleção de seu país desde 2016.
  • Thierry Henry – o francês que acabou com o sonho do Hexa brasileiro em 2006 atualmente treina o Montreal Impact-CAN, mas já dirigiu o Mônaco-FRA.
  • Seedorf – craque holandês que jogou em grandes times europeus como Ajax, Real Madrid e Milan, conquistou muitos títulos e também jogou aqui no Brasil, atuando pelo Botafogo. Hoje é técnico da seleção camaronesa.
  • Filippo Inzaghi – ídolo do Milan e um dos maiores goleadores que a Itália já viu, atualmente dirige o Benevento.

Outros ao terminar a carreira dentro do campo continuam trabalhando com futebol, só que em lugar um pouco mais confortável. Nas cabines de transmissões como comentaristas…

  • Ronaldo – o fenômeno já tem quase uma década como aposentados dos campos, mas segue fazendo uma falta enorme, foi um jogador raro, sorte de quem pode vê-lo jogar.

  • Petkovic – o sérvio que ficou famoso no Brasil, principalmente quando jogou no Flamengo e foi bem decisivo para títulos importantes.
  • Belletti – autor de gol do título na Champions League, fez ótima carreira na Europa.
  • Alex – um dos, se não for o melhor batedor de faltas dessa lista. É um Deus na Turquia para a torcida do Fenerbahçe.
  • Júlio César – um dos maiores goleiros do mundo neste século, por anos ficou com este posto só para ele. Brilhou na Inter de Milão e foi o titular da Seleção Brasileira em Copa do Mundo.
  • Juninho Pernambucano – o reizinho da Colina também é dono da cidade de Lyon na França. Heptacampeão nacional do francês. Marcou um golaço de falta, histórico e eternizado pela torcida vascaína em uma das suas canções, celebrando o título da Libertadores de 1998.

Tivemos verdadeiros guerreiros, que lutaram contra graves doenças e venceram, impedindo assim uma aposentadoria precoce e realizando a mesma apenas na época correta.

  • Éric Abidal – o francês brigou com um câncer no fígado e venceu. Fez parte do super elenco campeão do Barcelona.

  • Washington – o maior artilheiro de uma mesma edição de Campeonato Brasileiro (34 gols) superou uma doença no coração e teve belas passagens no Athlético Paranaense e no Fluminense com títulos importantes.

Por falar em artilharia, vai uma parte só de grandes artilheiros para você caro leitor(a)…

  • Raúl – o espanhol era o maior artilheiro da história na Champions League (75 gols), até que apareceram dois caras, um tal de Messi e um outro… Cristiano Ronaldo (eu acho)!
  • Van Nistelrooy – artilheiro por onde passou, PSV, Manchester United, Real Madrid, Seleção Holandesa…
  • Fernando Torres – autor do gol do título da Eurocopa para a Espanha em 2008.
  • Robin Van Persie – maior artilheiro de todos os tempos da Seleção Holandesa (50 gols).
  • Hernán Crespo
  • Diego Milito

Se de um lado tinham uns jogadores magníficos que queriam fazer milhões de gols, do outro haviam algumas muralhas, eternas e que deixam muitas saudades de suas defesas inimagináveis…

  • Marcos – também conhecido como “São Marcos”, foi essencial para o título mundial do Brasil em 2002. Ídolo eterno do Palmeiras, defendeu muito bem o verdão, até mesmo quando o clube passava por problemas sérios.

  • Van der Sar – ídolo do Manchester United, era um verdadeiro líder dentro de campo. Brilhou com o uniforme holandês também.
  • Petr Cech – Ídolo do Chelsea, o goleiro ficou conhecido por usar uma proteção na cabeça em todos os jogos. Terminou a carreira no Arsenal, perdendo o último jogo justamente para o Chelsea…

E para ajudar esses paredões eram necessários zagueiros de verdade, como esses aqui…

  • Juan – Zagueiro que mais marcou gols pelo Flamengo na história (33). Conquistou títulos por onde passou, inclusive na Seleção Brasileira.
  • Jamie Carragher – ídolo do Liverpool, estava naquela final épica de Champions League em 2005.
  • Cannavaro – para muitos um dos maiores zagueiros da história. Eleito melhor jogador do Mundo em 2006, algo raro para a posição de zagueiro.

  • Puyol – capitão do super e lendário time do Barcelona e do super e lendário time espanhol campeão mundial em 2010. Não precisa falar mais nada né?
  • Nemanja Vidic – para muitos um dos melhores zagueiros da década passada.
  • Rio Ferdinand – ídolo do Manchester United e zagueiro mais caro da história do futebol (na época o United desembolsou 20 milhões de libras para contratá-lo).

Separei quatro nomes da lista para que você reflita e fique lembrando de apenas uma palavra: magia

  • Ronaldinho Gaúcho – talvez não tenha jogador no Mundo que represente melhor a palavra “magia”. Nem tem muito o que falar, melhor do mundo, ganhou tudo e é ídolo em todos os times que jogou e em todos que não jogou também!

  • Robben – um canhoto que fazia questão de jogar pelo lado direito do campo, se o defensor piscasse a magia acontecia, golaço!
  • Sneijder – junto com Robben formou uma dupla e tanto na Seleção Holandesa e chega ser quase cruel esses dois não terem um título de Copa do Mundo. Mas outros títulos bem importantes vieram…
  • Riquelme – Ídolo do Boca Juniors, espalhou sua maestria por muitos lugares, inclusive aqui no Brasil.

E teve até jogador que se aposentou e resolveu ser político…

  • Cuahtemoc Blanco – ídolo mexicano atualmente é prefeito de Cuernavaca.

Para fechar a lista dos jogadores que penduraram as chuteiras nesta década temos:

  • Roberto Carlos – o dono da perna que mais se parecia um canhão. Excelente batedor de faltas, com golaços antológicos.
  • Schweinsteiger – campeão mundial pela Alemanha no Brasil em 2014.
  • David Beckham – para muitos o mais bonito dessa lista e um dos mais famosos também, craque de bola.
  • Deco
  • Euller – o filho do vento…
  • Dario Conca – um dos maiores salários do Mundo na época.
  • Javier Zanetti
  • Ryan Giggs
  • Paulo Baier – o inesgotável e habilidosíssimo meio campo que deu muita aula grátis aqui pelo Brasil.

Se você contou, deve ter percebido que faltou um nome. Deixei por último, como uma singela homenagem, um jogador que já deixou os gramados e já nos deixou também…

  • Fernandão – foi ídolo do Internacional, participou ativamente do histórico título da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2006, deixa saudades eternas até hoje. Descanse em paz no paraíso dos craques Fernandão!

 

Leia mais: 3 jogadores que deixaram o torcedor vascaíno feliz em 2019

5 jogadores que irritaram o torcedor vascaíno em 2019