Balanço do ano, situação de Maicon e drama do Cruzeiro: o que Renato pensa após atingir o último objetivo de 2019

Ao lado do presidente Romildo Bolzan Jr, técnico Renato Portaluppi concedeu coletiva neste domingo

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/YouTube

Com um semblante de dever cumprido, Renato Portaluppi sentou em frente aos jornalistas neste domingo e concedeu uma das suas últimas coletivas de imprensa de 2019. Vários temas importantes entraram em pauta logo depois da vitória do Grêmio por 3×0 sobre o São Paulo, na Arena, garantindo a vaga na fase de grupos da Libertadores de 2020, que era o último objetivo pendente do clube.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Balanço de 2019

Ainda que só o Gauchão tenha sido conquistado, Renato entende que o 2019 gremista foi “maravilhoso”. O clube, nos mata-matas, vale lembrar, fez semifinais na Copa do Brasil e na Libertadores, perdendo para os dois respectivos campeões, Athletico e Flamengo.

“O ano foi maravilhoso. Poderíamos ter vencido mais? Sim, mas quantos clubes ganharam outras coisas além do estadual? O Flamengo gastou R$ 200 milhões e ainda teve o Athletico. Teve clube que gastou muito e não está nem no G-6”, falou, antes de concluir:

“Se alguém merece essa classificação (para Libertadores), esse alguém era o grupo. Eu falei que depois da eliminação para o Flamengo estaríamos disputando ela em 2020”.

Situação de Maicon

Durante a semana, o camisa 8 concedeu coletiva e ressaltou que vem jogando com dores no joelho por conta de um problema de cartilagem. Por isso, não tem conseguido fazer uma sequência de jogos, sendo sempre substituído ou poupado.

O próprio jogador abriu a possibilidade de fazer uma artroscopia no início de 2020, que poderia deixá-lo cerca de um mês parado, algo também ventilado por Renato:

“Ainda vamos sentar com os médicos e o Maicon para definir qual período ele vai fazer a artroscopia no joelho”, comentou.

E o Cruzeiro?

Desesperado na briga contra o rebaixamento, sendo o 17° com 36 pontos, dois a menos que o Ceará, mas com um jogo a fazer nesta segunda fora de casa diante do Vasco, o Cruzeiro estará na Arena jogando a vida no campeonato na quinta-feira. Renato prometeu uma atuação séria da sua equipe, que deverá estar com os titulares.

A situação cruzeirense se agravou ainda mais nesta segunda-feira, quando a direção informou o afastamento de Thiago Neves por período indeterminado. O jogador, que está vetado por um edema na coxa, foi visto curtindo um evento musical no Mineirão no domingo.

“Um clube do tamanho do Cruzeiro, se tiver que ocorrer… Há ainda mais duas rodadas. Alguém vai apagar a luz, ou do Cruzeiro ou Ceará. Não será o Grêmio quem rebaixará o Cruzeiro ou outro time o Ceará. Você não é rebaixado em um jogo. Adoro o Cruzeiro, já joguei lá, mas sou profissional. O próximo jogo o Grêmio fará como sempre, jogará para vencer. Você precisa olhar todo o campeonato. Farei o jogo de quinta independente do que ocorrer. Eu penso no Grêmio. O Grêmio briga por valores no Brasileirão. Não queremos saber se é o Cruzeiro ou qualquer objetivo. Não me diga que o Grêmio pode rebaixar. Tem que ver o que fez ao longo do campeonato”, explicou o comandante.