Hugo Calderano é eleito Atleta da Torcida no Prêmio Brasil Olímpico 2019

COB também homenageou na solenidade grandes ídolos do esporte nacional

Bárbara Ribeiro
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Na noite desta terça-feira (10) foi realizado a 21ª edição do Prêmio Brasil Olímpico (PBO). Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) no Rio de Janeiro, a cerimônia homenageou os melhores atletas de 2019. A entidade também selecionou os dez atletas que se destacaram durante a temporada, para concorrer ao prêmio de “Atleta da Torcida” e o escolhido pelo público foi o mesatenista Hugo Calderano.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Na temporada 2019, o mesatenista garantiu a vaga olímpica para Tóquio 2020, após se sagrar bicampeão individual dos Jogos Pan-americanos, em Lima. Ele também foi um dos responsáveis por ajudar a carimbar o passaporte da equipe brasileira, novamente em Lima, para os Jogos Olímpicos.

Atual número 5 do mundo e melhor atleta das Américas desde a criação do ranking mundial, Calderano foi eleito por votação popular, o Atleta da Torcida que reconheceu o ano excepcional da carreira.  Ele também se mantém como o melhor atleta não asiático do ranking da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF).

Como participa do World Tour Grand Finals na China, Hugo Calderano não pode comparecer ao evento, porém ele fez questão de enviar uma mensagem em um vídeo para o público:

“Este prêmio é de todos os atletas e fãs de tênis de mesa do Brasil. Tenho muito orgulho de ter sido eleito por vocês”, agradeceu.

Ver essa foto no Instagram

PBO Atleta da Torcida 2019 ?? Esse prêmio é nosso! ?

Uma publicação compartilhada por Hugo Calderano – Table Tennis (@hugocalderano) em

Além dele, concorreram ao prêmio de Atleta da Torcida: Ana Marcela Cunha (maratonas aquáticas), Mayra Aguiar (judô), Flávia Saraiva (ginástica artística), Ana Sátila (canoagem), Nathalie Moelhausen (esgrima), Bruninho (vôlei), Ítalo Ferreira (surfe), Pedro Barros (skate), Paulo André (atletismo).

Hall da Fama COB

Além das premiações aos melhores de 2019, o Cob também prestou uma homenagem para mais seis ídolos do esporte nacional com a inclusão de seus nomes no Hall da Fama do COB são eles: Joaquim Cruz, campeão olímpico dos 800m em Los Angeles 1984 e prata em Seul 1988. Magic Paula, campeã mundial de basquete em 1994 e prata nos Jogos Olímpicos Atlanta 1996. Além dos já falecidos Guilherme Paraense, atirador, primeiro campeão olímpico do país na história dos Jogos Olímpicos, em Antuérpia 1920. João do Pulo, bronze olímpico no salto triplo em Montreal 1976 e Moscou 1980. Maria Lenk, nadadora, primeira mulher sul-americana a disputar os Jogos Olímpicos, em Los Angeles 1932. Completa o grupo Sylvio Magalhães Padilha, primeiro sul-americano a disputar uma final olímpica no atletismo, nos 400m com barreiras, em Berlim 1936.

Leia mais:

Bia Ferreira e Arthur Nory vencem o Prêmio Brasil Olímpico 2019