Caso Jean: mulher do goleiro do São Paulo detalha agressões: “Já veio me enforcando”

Jean chegou a ficar preso por dois dias nos Estados Unidos, mas já foi liberado e agora aguarda os próximos passos no Brasil

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/TV Globo

Milena Bemfica, a mulher do goleiro Jean, falou pela primeira vez sobre as agressões que sofreu do jogador do São Paulo há algumas semanas, enquanto estavam de férias nos Estados Unidos, em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, em matéria exibida neste domingo (29).

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A mulher de Jean contou que eles foram para os Estados Unidos separados porque o goleiro tinha uma amante. “Ele já me tratava mal, já não dava muita atenção e nem muita assistência pra gente. Ele falava pra mim que estava confuso com relação a tudo. Uma duas semanas antes (da viagem), eu mandei ele decidir: ou ele ficava em casa e começava tudo do zero, ou ele saia de casa. E ele saiu. Nós fomos separados, mas na intenção de ar o sonho das nossas filhas”.

Milena detalhou como foram as agressões e explicou que a briga começou após ela ameaçar mandar uma mensagem para a amante de Jean. “(Ele) já veio me enforcando. Eu dei uma mordida no dedo dele e falei ‘me solte’, mas ele disse que não. Com isso, ele já me veio dando socos no rosto”, disse Milena, que contou ainda ter usado uma chapinha de cabelo para se defender.

“Bati com tanta força, que a prancha quebrou e ele saiu correndo. Aí, joguei a prancha nele e a lâmina da prancha que estava quebrada foi o que causou o corte na perna. Quando isso aconteceu, ele veio para cima de mim com tudo”, detalhou.

De acordo com a mulher, ela recebeu oito socos, e as agressões foram presenciadas pelas duas filhas do casal. “Quando elas (filhas) chegaram perto, ele foi segurará-las e eu consegui correr e me trancar no banheiro”, explicou Milena, que aproveitou o momento de desespero para gravar vídeo pedindo ajuda e relatando a agressão nas redes sociais.

Jean chegou a ficar preso por dois dias nos EUA, as já foi liberado e está no Brasil aguardando o desdobramento do caso. Milena admitiu ainda estar perdida com a situação e que ainda estuda denunciá-lo através da Lei Lei Maria da Penha.

“Eu realmente ainda estou um pouco perdida, mas venho sendo orientada por psicólogo e pelo meu advogado para fazer o melhor para ambas as partes. Vou recomeçar e que ele consiga recomeçar do jeito dele, colocando a cabeça no lugar e nunca mais errando dessa forma”, concluiu.

LEIA MAIS:
Boletim de Ocorrência detalha briga e mostra que Jean, goleiro do São Paulo, deu oito socos na esposa